INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: EMOÇÕES, EXPRESSÕES, ARTES E ONTOLOGIA(S) NUMA REDE INDISCIPLINADA: INTERTEXTUALIDADES E HIPERMEDIAÇÕES DA CORPOREIDADE, DE UM FILME, UM LIVRO, UM QUADRO CHAMADOS MOÇA COM BRINCO DE PÉROLA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): SHEYLA RODRIGUES DE ALMEIDA MAY

Colaborador(es):  ELIANA LUCIA MADUREIRA YUNES GARCIA - Orientador
Número do Conteúdo: 10102
Catalogação:  03/07/2007 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=10102@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=10102@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.10102

Resumo:
Como um observador da era da mídia de convergência pode lançar seu olhar sobre objetos das antigas mídias (quadro livro, filme) e da sua mídia primária (corpo)? O argumento inicial da tese é que o interesse do pesquisador contemporâneo em conhecer os aspectos técnico-cognitivos envolvidos na produção e na apreensão da expressividade emocional corpórea nos processos de interação cotidianos e em sua figuração em artes analógicas, quando submetido às malhas da www, termina por ser redirecionado para conteúdos relacionados às novas tecnologias, como: ciborgue, mídia digital, realidade virtual imersiva, telepresença, etc. Neste sentido, concluímos que a literacidade contemporânea está comprometida com dispositivos que alteram profundamente suas bases operacionais vigentes na leitura do texto estático. Os dispositivos eletrônicos de interação com os textos digitais sobrepõem, à virtualidade filosófica das intertextualidades, uma materialidade digital em que a hipertextualidade é compulsória e marcada por sinais convencionais: os links (conexões entre elementos de conteúdo) que são dispositivos imateriais programados pela engenharia de software e materializados em comandos eletrônicos para viabilizar o tráfego na rede mundial de informação, bem como em qualquer hiperdocumento; e são representados pelo sinal (>), inserindo um elemento novo no sistema de pontuação, i.e., de marcação da relação entre termos arrumados em seqüência. Além disto, à diferença da simples transferência de suporte (de fita magnética para DVD, ou de papel para tela e píxel) as linguagens numéricas não apenas transcodificam e emulam, mas também metacodificam e, assim, transformam o simples usuário (-leitor) em um provável agente de intervenção em dispositivos programáticos. O observador contemporâneo, portanto, só pode lançar seu olhar: sobre a rede, e mediado por ela - a www ou rede mundial de informação -, passar a conhecer os dispositivos operacionais que tecem suas malhas para navegar, ou então, enredar-se nelas. Que lugar, então, pode ter um crítico da leitura não socializado com os processos imateriais que passam a reger a escritura? As relações entre os Estudos da Comunicação, a Teoria Cibernética, o Colégio Invisível, a Filosofia Pós-Estruturalista francesa (especialmente a Desconstrução), e as Neurociências Cognitivas e do Comportamento fornecem as conexões que nos auxiliam a ensaiar a configuração de um objeto estético compatível com estas reflexões.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui