$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: AS MÚLTIPLAS FACES DE MADAME SATÃ : ESTÉTICAS E POLÍTICAS DO CORPO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): GEISA RODRIGUES LEITE DA SILVA

Colaborador(es):  ANA PAULA VEIGA KIFFER - Orientador
Número do Conteúdo: 17353
Catalogação:  26/04/2011 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=17353@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=17353@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.17353

Resumo:
Madame Satã é sem dúvida um dos representantes mais ilustres da malandragem da Lapa boêmia da primeira metade do século XX. Mas o personagem reúne, ainda, traços que o inserem em outras categorias, tais como, negro, homossexual e marginal. Esta tese busca desvendar um complexo processo em que se imbricam a apropriação (e resignificação) simbólica do malandro e a aplicação de estratégias biopolíticas sobre os corpos fora da norma. Os desdobramentos identitários de Madame Satã sugerem também uma potência política a ser explorada. Ao longo dos anos, as interpretações do personagem vão das mais conservadoras às mais transgressoras, deixando entrever, além dos diferentes contextos em que se inserem, os distintos projetos estéticos e políticos delineados. O objetivo principal deste trabalho é analisar o percurso de Madame Satã e promover uma reflexão sobre o poder de instrumentalização do corpo, tendo como horizonte a produção de subjetividades contemporâneas. Além do período em que o personagem se insere, dois momentos específicos são analisados: a década de setenta, quando retornará à cena midiática via uma entrevista concedida ao jornal O Pasquim e publicará uma autobiografia, e o início do século XXI, a partir do lançamento do filme Madame Satã, de Karim Aïnouz.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui