INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: A EXPERIÊNCIA ESCOLAR PARA JOVENS DE CAMADAS POPULARES: UM ESTUDO EM ESCOLA DA BAIXADA FLUMINENSE
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JULIANA E SILVA PEREIRA

Colaborador(es):  ISABEL ALICE OSWALD MONTEIRO LELIS - Orientador
Número do Conteúdo: 16706
Catalogação:  06/01/2011 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16706@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=16706@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.16706

Resumo:
Muito se fala sobre a crise da educação. Jornais, revistas, a mídia de forma geral vêm expondo os problemas pelos quais o sistema educacional vem passando. A quantidade de pesquisas envolvendo o tema é extensa, com estudiosos questionando a todo instante os motivos que levaram à crise, sua natureza, como superá-la. O processo de massificação e democratização da escola delineia-se como o ponto de viragem que marca o rompimento com o equilíbrio anteriormente estabelecido. Nesse processo, a escola passa a receber um contingente cada vez mais heterogêneo de alunos e, com eles, ambigüidades e paradoxos, permeados por uma diversidade de questões que desestabilizam a época das certezas. Sujeitos inseridos no contexto da crise da escola, professores e alunos não poderiam deixar de ser afetados por essas transformações. Autores como Bernard Charlot e Rui Canário afirmam que gradualmente foi ocorrendo um desencanto em relação à escola, que já não conseguia dar conta do prometido futuro profissional. Para os professores, os conflitos decorrentes dessa crise refletem-se diretamente em sala de aula, alterando suas condições de trabalho. Indisciplina, violência, dispersão seriam, certamente, sinais do desgaste, tanto para o professor quanto para os alunos. Diante desse contexto, o presente estudo buscou compreender qual seria o sentido da experiência escolar para jovens das camadas populares: qual a importância, qual papel a escola ocupa na vida desses jovens? Qual o significado da escola para seu futuro? Será que a escola ainda é percebida por esses jovens como esperança de mobilidade social? O que esses jovens esperam da escola? O objetivo maior dessa pesquisa foi justamente ouvir esses jovens, analisando quais seriam suas expectativas e angústias em relação à escola. Através de um estudo de inspiração etnográfica, de abordagem qualitativa - o trabalho de campo foi realizado em uma escola da Baixada Fluminense, periferia do Rio de Janeiro e baseou-se na observação das aulas, dos recreios e passeio pedagógico. Além disso, foi aplicado um questionário (buscando traçar um perfil socioeconômico dos jovens), e duas oficinas, em que os jovens relatavam e escreviam sua opinião sobre a experiência escolar – a presente pesquisa evidenciou que, mesmo diante de uma perda de legitimidade, a escola ainda representa para esses jovens oportunidade de ascensão social. A conquista de um diploma é o sentido da escola para eles. E é pensando no que esse diploma pode lhes proporcionar que vão à escola todos os dias. Para esses jovens a escola delineia-se como principal alternativa capaz de proporcionar uma sonhada mudança de vida. Dessa forma, o sentido da escola está associado ao futuro. No presente, o que mobiliza esses jovens a irem a escola seria a sociabilidade: o fazer amigos, o diálogo, as vivências. A escola seria o local de relacionamento com o outro, com a diversidade, lugar que possibilita troca de experiências, construção de identidade.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui