$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: PERMANÊNCIA E MUTAÇÕES: O DESAFIO DE ESCREVER ADAPTAÇÕES ESCOLARES BASEADAS EM CLÁSSICOS DA LITERATURA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MARIO FEIJO BORGES MONTEIRO

Colaborador(es):  MARILIA ROTHIER CARDOSO - Orientador
ANTONIO LUZ FURTADO - Coorientador
Número do Conteúdo: 8555
Catalogação:  21/06/2006 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=8555@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=8555@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.8555

Resumo:
Para esta tese, a adaptação escolar é a atualização de um discurso literário. Adaptações existem e são necessárias porque toda sociedade é construída por meio de uma rede sofisticada e complexa de discursos; para se manter coesa ou para se reconstruir constantemente uma sociedade precisa saber como atualizá-los. O que nunca é simples, fácil ou livre de conflitos. A função da adaptação dentro do sistema escolar é manter viva a tradição considerada de valor, apresentando a uma nova geração o que se convencionou chamar de cânone literário. Afinal, a tradição só se mantém pela renovação. Revendo a história do livro e do copyright, podemos perceber tanto as origens da adaptação escolar como as razões dos preconceitos contra este gênero específico. Com base em Foucault, Said, Borges e Lobato, esta tese contrapõe a literatura como narrativa à ideologia do texto fixo formulada no século XVIII. O maior desafio do adaptador ao resumir o enredo é escolher onde (ou como) cortar. A narrativa resumida é uma nova narrativa, que tem de ser a mesma (conter o passado, o cânone) e ser outra (estar contida na recepção dos leitores). O adaptador precisa atualizar a linguagem de forma adequada à faixa etária do leitor e respeitar limites impostos pela moral vigente. É preciso conhecer a fundo a obra a ser adaptada, entender porque ela permaneceu e continuou a ser lida, cultuada, sobrevivendo ao implacável teste do tempo. As hipóteses desta tese foram testadas por meio de duas pesquisas de campo realizadas com leitores da sétima série do ensino fundamental a partir de adaptações escritas por Ana Maria Machado e Ruth Rocha.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
CAPÍTULO 8  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui