$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Formato DC|



Título: VIOLÊNCIA NA CIDADE PÓS-­COLONIAL: IMAGINAÇÕES, MATERIALIDADES E EXPERIÊNCIAS DA VIOLÊNCIA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ANA CLARA TELLES CAVALCANTE DE SOUZA

Colaborador(es):  MONICA HERZ - Orientador
JAMES MATTHEW DAVIES - Coorientador
Número do Conteúdo: 48718
Catalogação:  22/06/2020 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=48718@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=48718@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.48718

Resumo:
Esta tese apresenta uma leitura decolonial das formas através das quais a violência atravessa imaginações, materialidades e experiências na e sobre a cidade do Rio de Janeiro. Argumenta-se que é a violência produtora e reprodutora das representações, das formas de gestão urbana e das vivências cotidianas que coexistem e se cruzam no Rio de Janeiro, como cidade que busca se construir como pós-colonial. Para tal, discute-se a relação entre violência e a cidade a partir de quatro pontos de contato. Em primeiro lugar, a tese apresenta o conceito de cidade-violência, a partir da qual é construída uma interpretação sobre a relação entre a formação material e imaterial da cidade do Rio de Janeiro e as dinâmicas violentas de racialização do espaço urbano no contexto histórico-político de uma forjada pós-colonização. Em seguida, trabalha-se com a ideia da cidade sensível, em que se discute em que medida determinados processos de racialização do espaço urbano, em suas muitas formas e manifestações, forjaram regimes estético-urbanos que distribuem lugares e espaços para a existência e circulação de corpos, percepções, sensações, objetos e sujeitos na cidade. Na terceira parte da tese, analisam-se as interpretações da violência que circulam, produzem e informam a gestão do espaço urbano na cidade do Rio de Janeiro, a partir de um mapeamento crítico do campo de saberes e práticas que constroem entendimentos e imaginários correntes sobre violência na cidade. Em todos esses casos, serão abordadas as formas através das quais essas interpretações produzem limites, apagamentos e silêncios sobre a relação entre raça, racismo, colonialidade e violência na cidade do Rio de Janeiro. No capítulo seguinte, a tese se debruça sobre as imaginações, materialidades e experiências da guerra na cidade, discutindo como o conceito de militarização atravessa representações e vivências da cidade pós-colonial, e quais são os contra-saberes a partir dos quais é possível vislumbrar intelectualidades e contra-estéticas insurgentes, capazes de apontar novos sentidos e interpretações para as relações entre a violência e as configurações da colonialidade no espaço urbano. Pretende-se, com esta tese, oferecer uma contribuição teórica original ao campo de estudos das Relações Internacionais que se debruça sobre as dinâmicas de violência no âmbito das cidades em contextos de pós-colonização, evidenciando a necessidade de articular novas possibilidades epistêmicas radicais e decoloniais para estudar a relação entre violência, cidade e (pós-)colonialidade.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui