INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ENSAIOS SOBRE POLÍTICA MONETÁRIA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): TIAGO SANTANA TRISTAO

Colaborador(es):  CARLOS VIANA DE CARVALHO - Orientador
Número do Conteúdo: 36292
Catalogação:  25/01/2019 Idioma(s):  INGLÊS - ESTADOS UNIDOS

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36292@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36292@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.36292

Resumo:
Esta tese consiste de três ensaios sobre política monetária. O primeiro investiga o problema de endogeneidade relacionado a estimação de regras de política monetária. O estimador de Mínimos Quadrados Ordinários gera estimativas viesadas e inconsistentes devido ao problema de endogeneidade. O uso de Método Generalizados dos Momentos (MGM) tem sido defendido como uma maneira eficiente de eliminar o viés. Nós usamos um modelo Novo Keynesiano de três equações para mostrar analiticamente que o viés de endogeneidade é uma função da fração da variância das variáveis contabilizadas pelo choque monetário. Se os choques monetários explicam apenas uma pequena fração das variações da inflação e do hiato do produto, então o viés de endogeneidade é pequeno. Nós então usamos métodos de Monte Carlo para mostrar que este resultado sobrevive em modelos econômicos mais complexos. No segundo artigo nós estimamos um modelo dinâmico estocástico de equilíbrio geral para avaliar os efeitos de forward guidance em um ambiente em que o prêmio de risco varia no tempo. Nós avaliamos os efeitos de forward guidance sobre a curva de juros e documentamos como choques de news impactam as variáveis macroeconômicas. Os resultados mostram que forward guidance tem impacto limitado na macroeconomia. Além disso, nossos resultados sugerem que o forward guidance puzzle não pode ser eliminado mesmo em um ambiente no qual forward guidance tem papel limitado nas taxas de juros mais longas. O terceiro artigo explora informações das variações dos juros para identificar choques monetários de news em um modelo macro-financeiro dinâmico. Nós permitimos variação no prêmio de risco e correlação entre os choques de news em um modelo restrito à taxa nominal de juros igual a zero. Apresentamos evidências de que o uso de métodos de máxima verossimilhança, combinado com modelos dinâmicos, não é suficiente para identificar os choques de news. Esta falha está associada com a ausência de mecanismos mais sofisticados para lidar com os movimentos da curva de juros durante o período recente de recessão econômica.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui