INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: O PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO NA FORMAÇÃO CONTINUADA: O PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL PARA PROFESSORES - PDPP
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ROSANE KARL RAMOS

Colaborador(es):  MARIA INES G F MARCONDES DE SOUZA - Orientador
ANTONIO FLAVIO BARBOSA MOREIRA - Coorientador
Catalogação:  25/05/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=34014@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=34014@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.34014

Resumo:
A presente pesquisa trata da internacionalização educacional problematizada a partir de um programa de formação continuada para professores de inglês da rede pública de educação básica. Tal programa, intitulado Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores (PDPP), foi resultado de parcerias entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a Comissão Fulbright (Estados Unidos da América) e o Instituto de Educação de Londres (Inglaterra), entre 2010 e 2013. O objetivo geral da pesquisa é compreender quais são os aspectos envolvidos na relação estabelecida entre a formação continuada no exterior desses docentes, de caráter pontual e descontínuo, e a melhoria da qualidade da educação no Brasil, um dos principais objetivos do PDPP. O referencial teórico valoriza a crítica, a desconstrução de padrões naturalizados e questiona o discurso hegemônico acerca da internacionalização na educação, seus benefícios e vantagens. Os principais autores do referencial teórico construído foram Knight (2014, 2004), Ortiz (2003, 1985), Santos (2007) e Taylor (2004). A pesquisa apresenta uma abordagem qualitativa, partindo do estudo de caso do PDPP para Língua Inglesa, no período de 2010 a 2013. Em relação à metodologia, foram produzidos dados a partir da análise dos editais e documentos relacionados ao PDPP, de textos oficiais sobre a formação do docente de língua inglesa, do levantamento dos currículos dos participantes disponibilizados na Plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da aplicação de questionários aos professores participantes do programa, das entrevistas semiestruturadas e dos depoimentos por escrtito. Dentre as conclusões, destacam-se: (a) o Brasil ainda carece de uma política de formação e de trabalho para a educação básica que atenda às diversas demandas fundamentais das diferentes regiões do país, situação que é refletida no processo de internacionalização; (b) a importância da participação brasileira no processo de internacionalização educacional é inegável. Porém, faz-se necessária a ampliação do mesmo para todas as áreas e níveis de conhecimento, de maneira articulada, e não apenas para áreas tidas como prioritárias ou para a educação superior; (c) é necessário reconhecer que a formação internacionalizada deve ter um caráter complementar à formação recebida no país, e não ser tida como superior aos conhecimentos e saberes locais; (d) políticas públicas voltadas para a internacionalização educacional devem ter um acompanhamento rigoroso, momentos de avaliação constantes e transparência em seus protocolos e resultados, condizentes com o alto investimento de recursos públicos que vem sendo destinados à mesma; (e) foi constatado que a participação no PDPP trouxe inúmeros benefícios aos participantes a nível individual e pessoal. Contudo, esses benefícios não puderam ser atestados ao nível da política pública e institucional, o que indica uma relação de transferência da responsabilização (accountability) pela melhoria da qualidade do nível estatal para o individual. O PDPP, ainda que tenha inicialmente buscado uma maior igualdade de oportunidades e acessos a programas de internacionalização para a educação básica pública, no final privilegiou, majoritariamente, profissionais que já eram detentores de uma formação acadêmica mais completa, com pós-graduação e que atuavam em outras esferas educacionais.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui