$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Formato DC |



Título: AVALIAÇÃO DO GERENCIAMENTO DA QUALIDADE: UM ESTUDO COMPARATIVO SOBRE AS PRÁTICAS ADOTADAS EM DIFERENTES ORGANIZAÇÕES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): KAREN SANCHES EYER DA SILVA
MARIA LUIZA RODRIGUES

Colaborador(es):  ROBERTO CINTRA MARTINS - Orientador
Número do Conteúdo: 28916
Catalogação:  31/01/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TRABALHO DE FIM DE CURSO
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=28916@1
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.28916

Resumo:
A Qualidade tornou-se, ao longo dos anos, um dos fatores mais importantes na tomada de decisão dos consumidores para seleção de produtos e serviços. Em virtude disso, empresas de diversos segmentos passaram a considerá-la como fator-chave para uma melhor competitividade de seus negócios. Porém, em muitos casos, o discurso se diferencia da prática: apesar de considerarem a qualidade como importante e necessária para seus negócios, as ações para seu alcance não são, em sua maioria, priorizadas pelas empresas. Este tipo de atitude, observada no ambiente de trabalho em que atuamos, envolvendo sistemas de gestão da qualidade (mesmo em segmentos distintos como construção civil e óleo e gás) serviu de motivação inicial para o presente estudo. Somado a isso, descobrimos, através do orientador, o conceito da Economia de Comunhão (EdC), que é adotado por empresas de vários países, das quais escolheu-se uma amostra de empresas situadas em Vargem Grande Paulista (SP), que complementou o estudo sobre a Gestão da Qualidade. Desta forma, o objetivo deste trabalho é compreender os processos de gerenciamento da qualidade em empresas com práticas diferentes e identificar se o fator custo é a principal causa para o desenvolvimento parcial da qualidade nas organizações. Tal estudo foi desenvolvido através de uma pesquisa exploratória e, a partir de seus resultados, espera-se uma contribuição com as demais pesquisas e estudos desenvolvidos na Engenharia de Produção, de modo que esse sirva como base para futuros estudos na área de qualidade. Além disso, foram introduzidos os conceitos de gestão abordados pela economia de comunhão, de modo a torná-los mais conhecidos no meio da engenharia de produção. Importante ressaltar que este trabalho trata-se de um estudo introdutório sobre o tema, sob o ponto de vista dos processos, em função da falta de informações numéricas suficientes para realizar uma análise econômica mais apurada dos custos da qualidade, a fim de comparar se investir em qualidade é, ou não, mais custoso do que não investir. Como principal resultado da pesquisa, verificou-se que o fator custo não foi apontado como o principal fator limitante ao desenvolvimento da qualidade, mas sim a baixa integração entre os diversos setores que compõem as empresas estudadas. Outro resultado importante foi o nível de conhecimento sobre os conceitos da qualidade, que nos surpreendeu positivamente: 80,95 porcento dos respondentes consideram a qualidade como a busca pela melhoria e desenvolvimento da empresa, resultando em produtos/serviços que satisfaçam seus clientes.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF  
Logo maxwell Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui