INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: SUJEITOS À ESCOLA OU SUJEITOS DA ESCOLA?: A ELABORAÇÃO DAS IDENTIDADES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DURANTE A PRODUÇÃO DE UM ROTEIRO DE VÍDEO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CAROLINA REAL ASSIS RIBEIRO

Colaborador(es):  ZENA WINONA EISENBERG - Orientador
Número do Conteúdo: 18367
Catalogação:  28/09/2011 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=18367@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=18367@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.18367

Resumo:
Esta pesquisa propõe que a desmotivação que marca a relação de muitos jovens com a escola poderia ser abrandada caso existissem mais espaços de diálogo com os agentes da instituição, especialmente em situações que permitissem aos alunos a expressão de seus dilemas, sugestões de mudanças e acolhimento das mesmas. Este pressuposto surge da articulação entre referências teóricas da sociologia da juventude e da educação, da psicologia e da filosofia da linguagem, que indicou a necessidade de estudar-se o jovem em sua condição situada, agente que constroi sua própria identidade através da linguagem e da narrativa. O objetivo desta pesquisa foi, por um lado, compreender quais são os discursos que competem na construção da identidade aluno dos jovens participantes da pesquisa e, por outro, avaliar como as situações de expressão individual e de interação permitem que essas identidades se (re)elaborem de forma consciente. Para tanto, convidamos dois grupos de jovens do Ensino Médio de uma escola pública na zona sul do Rio de Janeiro para participar de oficinas de elaboração de um roteiro e de videogravação. Desenvolvemos, com base na abordagem de pesquisa autobiográfica, uma metodologia composta por três partes: (1) uma redação autobiográfica individual, (2) a elaboração coletiva de um roteiro de inspiração autobiográfica e (3) uma entrevista individual videogravada. A análise dos depoimentos dos participantes mostrou que, apesar de apresentarem dilemas semelhantes próprios da fase de transição e do contexto socioeconômico em que vivem, os jovens elaboram de formas diversas suas identidades e projetos de trajetória de vida.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTA DE TABELAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui