$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: PARA UM PENSAMENTO ÚMIDO: A FILOSOFIA A PARTIR DE JACQUES DERRIDA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): RAFAEL HADDOCK LOBO

Colaborador(es):  PAULO CESAR DUQUE ESTRADA - Orientador
Número do Conteúdo: 9799
Catalogação:  16/04/2007 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=9799@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=9799@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.9799

Resumo:
Para um pensamento úmido - a filosofia a partir de Jacques Derrida é um estudo que visa a apresentar alguns aspectos estruturais à constituição do pensamento ocidental que parecem ter sido recalcados pela filosofia ao longo de sua história. Para tanto, a fim de apresentar esta estrutura - ao mesmo tempo constitutiva e recalcada - do pensamento, recorreu-se à metáfora baconiana do úmido ou, mais precisamente, da umidade do úmido. Em seu Novum Organum, dedicado à formulação de um método científico que evite o erro e conduza o homem no caminho do conhecimento verdadeiro, Francis Bacon rechaça com veemência a esfera da comunicação como lugar, por excelência, do erro, fruto da ambigüidade ocasionada pelo uso indevido das palavras. O termo úmido é, então, tomado como exemplo para ilustrar os equívocos produzidos pela linguagem por não ser de precisa definição, não sendo seco nem molhado. A tese em questão parte do princípio de que o intuito de Bacon pode ser entendido como uma atitude típica da filosofia, qual seja, a sua necessidade de clareza, distinção, imunidade, contenção, determinação, consistência, unidade, isolamento etc., e vê nesta característica uma semelhança com a crítica que muito comumente se associa ao pensamento de Jacques Derrida e ao seu esforço para não oferecer nenhuma definição precisa, nenhuma conceitualização possível, apresentando, sob o nome desconstrução, um pensamento contaminado e disseminado através de seus quase conceitos: os indecidíveis. Com isso, uma análise paciente da indecidibilidade nas primeiras obras de Derrida constitui a primeira parte da tese, seguida de uma tentativa de se compreender a umidade do úmido a partir de algumas características assumidas pelo pensamento desconstrutor: a contaminação pela alteridade, a metaforicidade, a ficcionalidade, a tradutibilidade e o elemento autobiográfico do texto.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
VOLUME II E CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
CAPÍTULO 8  PDF
CAPÍTUTO 9  PDF
CAPÍTULO 10  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui