$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: A TOTALIDADE ENCANTADA: NATUREZA, CIÊNCIA E ARTE EM ALEXANDER VON HUMBOLDT
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUCIA RICOTTA VILELA PINTO BRANDO PEDRAS

Colaborador(es):  LUIZ DE FRANCA COSTA LIMA FILHO - Orientador
Número do Conteúdo: 9023
Catalogação:  19/09/2006 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=9023@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=9023@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.9023

Resumo:
O objetivo dessa tese foi verificar o uso da linguagem literária nas obras científicas Ansichten der Natur e Kosmos de Alexander von Humboldt (1769- 1859). A hipótese consistiu em salientar a importância do tratamento estético da linguagem para a configuração de certa noção e prática de ciência. Considerando a permanente preocupação de Humboldt em nunca reduzir a ciência ao seu caráter descritivo e tecnicamente operacional, constatamos o predomínio de um conhecimento antropologicamente fundamentado. Isso nos permite considerar, a partir do aproveitamento estético-simbólico dos assuntos científicos, os vários colapsos que irão sendo instaurados entre consciência/imaginação, ciência/magia, conceito/intuição, conhecimento/mistério, aparência física/significado ideal, real/ideal, subjetivo/objetivo. Argumentamos ainda que as condições de percepção e experiência transformam, aqui, os resultados das apreensões. As prerrogativas do Standpunkt da cosmovisão e outras formas de mediação, como a viagem, a saída e o retorno a si, resguardam a impressão de totalidade, num mundo cada vez mais desintegrador. Em suma, a ciência de Humboldt sendo linguagem e estando, portanto, preservada na forma de seu efeito moral, revela a possibilidade de reintegração de espírito e Natureza, sem contudo transformá-los numa unidade indissolúvel. Considerado como ciência poética, e em virtude da harmonia que promove, o conhecimento de Humboldt confere ao empírico um começo, uma direção que vai precisamente significar a retomada idealista/ transcendental do mundo.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
BIBLIOGRAFIA E APÊNDICES  PDF
Logo maxwell Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui