$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: A REDAÇÃO DE VESTIBULAR COMO GÊNERO: CONFIGURAÇÃO TEXTUAL E PROCESSO SOCIAL
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JOSYELE RIBEIRO CALDEIRA

Colaborador(es):  LUCIA PACHECO DE OLIVEIRA - Orientador
Número do Conteúdo: 8984
Catalogação:  11/09/2006 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=8984@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=8984@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.8984

Resumo:
Esta pesquisa tem por objetivo estudar a redação de vestibular enquanto gênero discursivo, visando caracterizar sua estrutura textual e enfocá-lo como um processo social dentro do contexto pedagógico. Buscando embasamento teórico na lingüística sistêmico-funcional (Halliday, 1994, Martin, 1989), nos estudos de gênero (Marchuschi, 2002) e em teorias de argumentação (Perelman, 1993, Breton, 1998), coletou-se um corpus de 135 redações, selecionadas de acordo com as notas a elas atribuídas. Os textos foram escritos por candidatos a cursos de diferentes áreas de três instituições de ensino superior, duas públicas e uma particular, localizadas em diferentes Estados do país. Como parte da análise foram observados os parâmetros de configuração textual do gênero através da identificação de tipos textuais e da descrição de estruturas argumentativas presentes nos textos. A redação de vestibular foi também estudada em termos de processos sociais, a partir da análise da sua relação com o contexto sócio-histórico e do uso de marcas de subjetividade e identidade discursivas presentes nos textos. A análise possibilitou ainda a caracterização do gênero estudado face ao discurso acadêmico, situando-o em uma esfera mais ampla, ou seja, partindo de sua materialização nos textos e relacionando-o ao contexto acadêmico. Os resultados da pesquisa mostram que os candidatos utilizam em suas redações diferentes tipos textuais, bem como diversos tipos de argumentos, sendo freqüentes as narrativas e os argumentos que indicam afetividade. Estas características, bem como o uso recorrente de um esquema simplificado de argumentação, o uso constante explicitação do contexto (Biber, 1988, Oliveira, 2002) e o uso pouco constante de nominalizações que possibilitam a expressão de idéias abstratas em detrimento de processos, expressos por verbos que retratam ações (Halliday,1994), parecem contribuir para a caracterização dos textos como pouco acadêmicos, frustrando as expectativas dos avaliadores, e levando-os a serem avaliados pelas bancas como pouco eficientes. Por outro lado, o uso de argumentos criativos, dotados de humor e considerados como eficientes, bem como o uso reduzido de marcas de subjetividade demonstram estarem os textos em consonância com exigências do discurso acadêmico. Esta pesquisa, portanto, mostra ser esse um gênero que apresenta ao mesmo tempo vários movimentos constitutivos inerentes ao discurso acadêmico e aspectos dissonantes, típicos de um texto não acadêmico, sendo por isso relevante o estudo de sua caracterização discursiva e papel social, com vistas ao ensino de escrita no contexto pedagógico brasileiro.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui