INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: RESISTÊNCIA AO ARRANCAMENTO DE GRAMPOS EM SOLO RESIDUAL DE GNAISSE
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): TIAGO PROTO DA SILVA

Colaborador(es):  ALBERTO DE SAMPAIO FERRAZ JARDIM SAYAO - Orientador
ANNA LAURA LOPES DA SILVA NUNES - Coorientador
Número do Conteúdo: 7926
Catalogação:  15/03/2006 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=7926@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=7926@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.7926

Resumo:
A presente pesquisa trata da avaliação da resistência ao arrancamento de grampos em solo residual de gnaisse. Foram realizados ensaios de arrancamento em uma obra de solo grampeado executada em um maciço de solo residual de gnaisse. A resistência ao arrancamento foi avaliada em 4 cotas diferentes ao longo do perfil de escavação. Foram realizados 8 ensaios de arrancamento em grampos de 4m de comprimento. Quatro ensaios foram executados em grampos instrumentados com strain-gages, para avaliar a distribuição das cargas de tração durante os estágios de carregamento. Foram também realizados ensaios de cisalhamento direto no solo e na interface solo/cimento para avaliação das propriedades mecânicas destes materiais. Amostras indeformadas foram coletadas imediatamente à frente dos furos de instalação dos grampos ensaiados garantindo uma maior representatividade dos materiais. Uma relação semi-empírica é proposta para se avaliar a resistência do solo e da interface solo/nata de cimento, obtidos em ensaios de cisalhamento direto no laboratório. Os resultados obtidos nesta pesquisa são comparados com ensaios realizados por outros autores, em encostas de solos residuais de gnaisse e empregados para validação da relação desenvolvida.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E APÊNDICES  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui