$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: FINALIZADORES E REFERÊNCIAS FRACAS: INTERAGINDO COM O COLETOR DE LIXO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MARCUS AMORIM LEAL

Colaborador(es):  ROBERTO IERUSALIMSCHY - Orientador
Número do Conteúdo: 7645
Catalogação:  03/01/2006 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=7645@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=7645@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.7645

Resumo:
Inúmeras linguagens de programação oferecem suporte a finalizadores e referências fracas. Não obstante, de maneira geral esses mecanismos são relativamente pouco conhecidos e pouco usados por programadores. Mesmo entre pesquisadores e desenvolvedores de linguagens não existe muito consenso quanto à sua semântica, que varia consideravelmente entre diferentes implementações. Neste trabalho buscamos explorar os conceitos de finalizadores e de referências fracas, suprindo a ausência de uma especificação clara e abrangente, e permitindo uma melhor compreensão, implementação e uso dos mecanismos correspondentes. Como ponto de partida realizamos um amplo levantamento sobre como é feito o suporte a finalizadores e referências fracas em diferentes linguagens de programação, identificando as características comuns, os problemas, e as questões semânticas mais relevantes associadas às implementações consideradas. Para garantir uma maior precisão em nossa análise, utilizamos um modelo abstrato de uma linguagem de programação com gerenciamento automático de memória. Através deste modelo especificamos formalmente a semântica de finalizadores e referências fracas, incluindo descrições das suas principais variantes e mecanismos relacionados. Além disso, provamos certas propriedades inerentes a linguagens de programação com gerenciamento automático de memória, indicando como estas são afetadas pela introdução de finalizadores e referências fracas. Por fim, consideramos possíveis estratégias de implementação desses mecanismos em diferentes tipos de sistemas. Algumas das opções semânticas investigadas impõe um custo de processamento expressivo, o que frequentemente inviabiliza a sua adoção na prática.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO E LISTAS  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E APÊNDICES  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui