$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC | MARC |



Título: MÍMESIS E PINTURA MODERNA: MANET E O PROBLEMA DAS IMAGENS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MATHEUS FILIPE ALVES M DRUMOND

Colaborador(es):  LUIZ DE FRANCA COSTA LIMA FILHO - Orientador
Número do Conteúdo: 60045
Catalogação:  04/08/2022 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=60045@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=60045@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.60045

Resumo:
Se imagem, por sua anfibologia, pode ser tomada como uma proposição dada à contemplação tanto quanto uma operação da consciência, a pintura parece ser um locus privilegiado para observar a intensificação de seus desafios ao pensamento, assim como arena apoteótica de sua neutralização. Este trabalho se empenha em deslindar alguns aspectos do problema das imagens, visando contudo, aclarar a possibilidade de uma reflexão sobre a mímesis na pintura moderna. O trabalho do pintor Édouard Manet (1832-1883) é assim analisado como contra-exemplo da reiteração de uma premência imitativa nas artes visuais – sem que com isso deixe de se enfatizar as profundas conexões estabelecidas entre obra e mundo. Nossa especulação incidirá sobre a formulação do lugar das imagens no pensamento ocidental, a fim de aclarar se algumas proposições iniciais não se apresentam ainda como entraves na reflexão contemporânea. Por não ser de todo corriqueiro, o empreendimento teórico sobre a mímesis, juntado aí a ênfase das imagens como um modo de relação sui generis, permite refletir sobre a ênfase poiética na pintura de Manet, distanciando-a da sombra de ser ela uma mera crônica reiterativa. Esta investigação, portanto, pretende oferecer uma objeção ao mecanicismo imitativo de alguns dos discursos sobre artes visuais.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Logo maxwell Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui