INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ABUSO SEXUAL INFANTIL: REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DOS RESPONSÁVEIS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MIRIAM PERES DE MOURA

Colaborador(es):  MARIA APARECIDA BARBOSA MARQUES - Orientador
HEBE SIGNORINI GONCALVES - Coorientador
Número do Conteúdo: 5931
Catalogação:  11/02/2005 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=5931@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=5931@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.5931

Resumo:
O abuso sexual praticado contra crianças é um crime hediondo que nos remete a uma história de dominação e poder do mais forte contra o mais fraco, e do adulto contra a criança, sejam eles familiares ou estranhos. Atualmente essa questão vem mobilizando autoridades governamentais, profissionais de saúde, de educação e a sociedade, através da mídia, da criação de leis, de campanhas educativas e da academia. Muitos embates têm sido travados visando encontrar as melhores alternativas para o enfrentamento do problema. Com base na noção de que a representação social contém um caráter prático e operacional, voltado para a ação, o presente estudo teve dois objetivos centrais: primeiro, identificar as representações sociais dos responsáveis por crianças vítimas de abuso sexual acerca dos agressores, dos profissionais e dos serviços de atenção à criança vítima de abuso sexual; e segundo, entender como essas representações influenciam a resolutividade dos casos atendidos.Conclui-se que a adesão ao tratamento, primeira condição para a resolutividade, é fortemente influenciada pelas representações sociais dos responsáveis, em particular aquelas relativas à função desempenhada pelas autoridades e à figura do autor do abuso sexual. O estudo mostra ainda que os responsáveis fazem circular essas representações, mas se ressentem do fato de nem sempre elas serem ouvidas, o que demonstra a necessidade de estabelecer uma escuta diferenciada que valorize e compreenda suas representações sociais como fatores determinantes no sucesso do acompanhamento e adesão ao tratamento. Apoiar, sustentar e valorizar a fala dos responsáveis, dar voz a estas representações e frustrações, é pois fundamental para construir ações efetivas na trajetória de enfrentamento da questão de modo a contribuir na resolutividade dos casos de abuso sexual.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF  
INTRODUÇÃO E CAPÍTULO 1  PDF  
CAPÍTULO 2  PDF  
CAPÍTULO 3  PDF  
CAPÍTULO 4  PDF  
CAPÍTULO 5  PDF  
CONCLUSÃO  PDF  
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF  
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui