$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: DESIGN AFIRMATIVO EM CONTEXTOS AFRODIASPÓRICOS NA ANIMAÇÃO SERIADA BRASILEIRA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): SANDRO LOPES DOS SANTOS

Colaborador(es):  VERA LÚCIA DOS SANTOS NOJIMA - Orientador
Número do Conteúdo: 50912
Catalogação:  17/12/2020 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=50912@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=50912@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.50912

Resumo:
Esta tese tem como objetivo consignar o Design Afirmativo como agente difusor de ações reparativas em prol da ressignificação do que é ser negro em um contexto afrodiaspórico. Enuncia a força de um design construído na luta, resultado da sabedoria dos movimentos negros baseados em um cosmosentido afro-brasileiro, africano e da diáspora negra. É nesse campo de design mais ação afirmativa que o Design Afirmativo atua, criando as condições sensíveis para a valorização de grupos marginalizados, potencializando e divulgando seus conhecimentos no intuído de criar uma equidade social. O recorte da pesquisa está na imbricação entre o design e a animação e sua forma de transmitir mensagens, em que a idealização, a construção e o propósito dessas significações são circunstanciadas a partir do seu contexto artístico, cultural, social e econômico. Destaca-se o entendimento da área da animação, uma prática projetiva tal qual o design, responsável pela interação social. Para realizar a pesquisa, foi necessário entender o crescimento da produção e da representação imagética das personagens nacionais, segundo sua raça e etnicidade. A pesquisa desenvolveu-se na análise da programação dos cinco principais canais infantis da TV por assinatura, a partir das listagens de obras brasileiras veiculadas na TV paga, disponibilizada pelo OCA - Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual – da Ancine, no período de 2016 e 2017. Além disso, na busca da produção atravessada pela multiculturalidade, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com animadores negros e negras, partindo do ponto das reflexões oriundas dos debates estabelecidos pelo cinema de live action negro, que constituiu um entendimento do que seria uma animação denominada negra. Ao ampliarmos a percepção sobre o assunto, foi captado o discernimento da audiência sobre as animações a que crianças assistiram, por meio de formulários on-line com pais e professores, que permitiram levantar dados sobre personagens e narrativas. O paradigma epistemológico que orientou a pesquisa determinou para o design o valor epistêmico intrínseco dos movimentos sociais negros e reconheceu que eles são produtores de um tipo específico de sapiência, o conhecimento nascido na luta. Esse saber novo, gerado por grupos não hegemônicos e contra-hegemônico criam novas temáticas, conceitos e dinamizam o conhecimento. Assim, depreendeu-se desse estudo que o Design Afirmativo é um design crítico e de resistência, com uma agenda política de transformação voltada sobremaneira para a construção identitária que reconhece o indivíduo como tal e o coloca no mundo em condição de igualdade, que considera sua autoimagem, seus valores e fortalece sua corporeidade e pensamento em oposição aos efeitos da discriminação.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui