INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: INFÂNCIAS NA CRECHE: CORPO E MEMÓRIA NAS PRÁTICAS E NOS DISCURSOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL - UM ESTUDO DE CASO EM BELO HORIZONTE
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JOSE ALFREDO OLIVEIRA DEBORTOLI

Colaborador(es):  SONIA KRAMER - Orientador
Número do Conteúdo: 4999
Catalogação:  09/06/2004 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=4999@1
Referência [fr]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=4999@3
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.4999

Resumo:
Esta tese apresenta um estudo da infância marcado por processos de partilha das relações sociais e produção da cultura. Propõe discutir a presença e a importância do brincar e da brincadeira na formação humana de crianças de 0 a 6 anos, filhos e filhas de famílias empobrecidas. Mediante a observação do cotidiano, pretendi conhecer processos de institucionalização de uma Educação Infantil que acontece em uma creche comunitária conveniada com a Prefeitura de Belo Horizonte. Foram analisados tempos, espaços e relações pedagógicas que se expressam como uma educação corporal. Também foram realizadas entrevistas individuais e coletivas, trazendo a fala das professoras para o centro das relações de elaboração da pesquisa. Foram focalizados os lugares sociais e os discursos que condicionam e materializam os sujeitos no processo de escrita de uma história da Educação Infantil, enfantizando, nesse sentido, o projeto cultural que, em Belo Horizonte, constitui a formação e a trajetória de crianças e professoras. Esta tese vem realçar uma atenção aos significados que emergem das experiências e da narrativa de uma história partilhada, destacando a importância de reassumir uma condição de sujeitos na produção das práticas, das teorias, dos instrumentos e dos processos de apropriação e deciframento do mundo. As brincadeiras, as artes e as práticas corporais evidenciaram-se como conhecimentos contextualizados em uma cultura contemporânea. Tanto trazem marcas de uma institucionalização das relações como abrem brechas para a mediação das experiências sociais, revelando-se como dimensão ética e estética do humano, tempo-espaço de ampliação das possibilidades de ler o mundo e escrever uma história coletiva.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTO, RESUMO, RÉSUMÉ E SUMÁRIO  PDF
INTRODUÇÃO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CONCLUSÃO  PDF
BIBLIOGRAFIA E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui