$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: SHERLOCK HOLMES NO BRASIL: ELYSIO DE CARVALHO E A CONSTRUÇÃO DA POLÍCIA CIENTÍFICA (RIO DE JANEIRO - 1907-1915)
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): MARILIA RODRIGUES DE OLIVEIRA

Colaborador(es):  DIEGO ANTONIO GALEANO - Orientador
Número do Conteúdo: 49510
Catalogação:  21/09/2020 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=49510@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=49510@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.49510

Resumo:
Esta tese de doutorado tem como objetivo analisar a trajetória do escritor Elysio de Carvalho durante sua atuação no Gabinete de Identificação e Estatística da Polícia do Rio de Janeiro, entre 1907 e 1915. Através de traduções, edição de revistas e brochuras especializadas, da organização e participação em congressos e da criação de uma Escola de Polícia, Elysio de Carvalho construiu alianças e promoveu trocas transnacionais no emergente campo da polícia científica. Sua posição como tradutor e intérprete deste novo espaço de expertise – forjado na interface entre polícia e ciência – é estudada aqui por meio de duas estratégias de pesquisa. Em primeiro lugar, inserir sua trajetória na polícia dentro de um itinerário mais longo, marcado pelo deslocamento de Alagoas para o Rio de Janeiro e por sucessivos intentos de tornar-se um escritor reconhecido na Capital Federal. Em segundo lugar, explorar as tensões que atravessavam o cotidiano do Gabinete de Identificação, sua relação com outras seções da polícia e com as disputas políticas da Primeira República. Desde esta repartição, Elysio de Carvalho buscou dialogar com as redes internacionais de intercâmbio de saberes policiais e criminalísticos, no intuito de construir uma carreira local como funcionário público. Tomando distância das interpretações que enxergaram neste passo pelo Gabinete de Identificação uma ruptura radical com sua trajetória anterior, por considerar irreconciliável a condição de literato e de policial, esta tese propõe explorar o campo de possibilidades de um escritor dentro da polícia carioca em começos do século XX.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui