$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Formato DC|



Título: O INSTITUTO DE ARTES DA UNIVERSIDADE DO DISTRITO FEDERAL: UMA EXPERIÊNCIA MODERNISTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE ARTES (DESENHO E PINTURA) PARA O ENSINO SECUNDÁRIO (1935-1939)
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JOSE ROBERTO PEREIRA PERES

Colaborador(es):  PATRICIA COELHO DA COSTA - Orientador
SONIA MARIA DE CASTRO NOGUEIRA LOPES - Coorientador
Número do Conteúdo: 48521
Catalogação:  09/06/2020 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=48521@1
Referência [fr]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=48521@3
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.48521

Resumo:
A presente tese centra-se na pesquisa de uma Instituição Escolar pouco estudada na historiografia educacional. Trata-se do Instituto de Artes da Universidade do Distrito Federal (RJ) - IA/UDF. A referida universidade foi criada por Anísio Teixeira em 1935, quando esse educador esteve à frente da Secretaria de Instrução Pública do Distrito Federal. A UDF, por meio de suas escolas, tinha a missão de reforçar o campo educacional brasileiro, promovendo a formação de docentes comprometidos com o aprimoramento da cultura nacional, por meio dos diversos ramos do conhecimento. A UDF, porém, teve curta existência (1935 a 1939), funcionou num período de grande efervescência social, política e educacional, sendo que nesse quartel foram implementadas reformas consideráveis no campo da Educação, como a criação do Ministério da Educação e a instituição de uma política de formação dos professores em nível superior, inédita no país. Muitos trabalhos foram escritos sobre a UDF e suas escolas, porém não há estudos sobre o seu Instituto de Artes. Nessa instituição atuaram como professores figuras eminentes da arte modernista brasileira, como Candido Portinari, Mário de Andrade, Alberto da Veiga Guignard, Georgina de Albuquerque e Sílvia Meyer, artistas responsáveis pela construção da identidade brasileira por meio de suas obras artísticas. Dessa forma, o objetivo central desta pesquisa é compreender como se deu a criação do Instituto de Artes da Universidade do Distrito Federal, o seu funcionamento e que nexos promoveu entre o campo das Artes Visuais e o escolar na tentativa de constituir uma cultura artístico-escolar influenciada pelas ideias modernistas. O referencial teórico que norteia as reflexões desta pesquisa baseia-se nas seguintes categorias: espaço praticado, instituições escolares/educacionais; formação docente; intelectuais; concepções de ensino de Arte e História do currículo/disciplinas Escolares e Cultura Escolar. A metodologia utilizada no presente estudo é de caráter qualitativo, tendo como foco a interpretação dos documentos à luz do referencial teórico explicitado, privilegiando a pesquisa documental, visto que a mesma propicia a busca dos indícios do funcionamento da instituição escolar e dos sujeitos encarnados que atuaram nela, na medida em que apresenta os vestígios das ações históricas dos sujeitos e das suas múltiplas representações da realidade. A análise das fontes permitiu apontar, conclusivamente, que os intelectuais e artistas modernistas viram no IA/UDF um campo fértil para a promoção de novas ideias e uma maneira de difundir seus princípios ligados à Arte Moderna por meio da formação de professores de Artes (Desenho e Pintura).

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui