$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: DIGITAL INFLUENCERS E O USO DO INSTAGRAM COMO LEGITIMADOR DE TENDÊNCIAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): OLIVIA BLANC GOMES COELHO GENTIL

Colaborador(es):  ALBERTO CIPINIUK - Orientador
IRINA ARAGAO DOS SANTOS - Coorientador
Número do Conteúdo: 47691
Catalogação:  27/04/2020 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=47691@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=47691@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.47691

Resumo:
A dissertação apresenta nosso olhar acerca do fenômeno digital influencers e como o surgimento desta nova práxis tem modificado o consumo de moda. Por se tratar de um fenômeno novo, acelerado pelo meio digital do Instagram, consideramos necessário o entendimento de sua prática — quem são as digital influencers, para o que e quem trabalham, como recebem por seu trabalho, como trabalham etc. — e quais são as instâncias de legitimação que as classificam como tal. Fruto da sociedade industrial e celebrizadas pelas redes sociais da internet, são legitimadas como tal e, portanto, inculcam gostos e tendências em quem as segue. Consideramos importante ressaltar desde já que não trataremos essa práxis como uma ação social inocente ou corriqueira, como livre do domínio industrial, o gosto dos agentes deste segmento é reflexo do que a indústria deseja vender para um público maior. Para que conseguíssemos observar este novo segmento de trabalho, focamos o estudo em três influenciadoras brasileiras, que operam para o mercado internacional e, portanto, para um nicho de mercado semelhante. No estudo destas questões utilizaremos como base a teoria social de Pierre Bourdieu, já que tentamos diferir do pensamento hegemônico produzido no Campo do Design e analisar o fenômeno socialmente, colocando-o como resultado das práticas e relações humanas. Explicaremos como o ocorre o processo de violência simbólica, por inculcação, no Campo da Moda, e como esse processo de coerção social influencia o modo de vestir e de consumir de seguidores na Internet, tornando-os naturalizados, ou coisas do dia a dia, por meio das influencers.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui