$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: OS DESENHOS ANIMADOS E A INFÂNCIA: DA CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA À EDUCAÇÃO PARA AS MÍDIAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): PEDRO FARIA SARMENTO

Colaborador(es):  NILTON GONCALVES GAMBA JUNIOR - Orientador
PAULA CRISTINA DE ALMEIDA TAVARES - Coorientador
Número do Conteúdo: 45220
Catalogação:  06/09/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=45220@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=45220@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.45220

Resumo:
A presente investigação estuda o gênero animação e as práticas contemporâneas da infância. Com o objetivo de examinar a relação entre as crianças e os desenhos animados, assim como observar espectros mais amplos na relação entre educação e mídia, analisa-se diferentes mecanismos de mediação, tanto com ênfase em processos restritivos quanto instrutivos. No viés restritivo, a pesquisa estuda a Classificação Indicativa brasileira a partir de sua legitimação social (dos agentes sociais que se posicionam a favor e contra) e a compara com o caso português. Analisa, também, seu histórico legislativo e seu método classificatório. Posteriormente, no viés instrutivo, realiza-se a pesquisa de campo com crianças, pais e animadores (brasileiros e portugueses) observando a discursividade destes grupos a partir de entrevistas coletivas com base no desenho animado Hora de Aventura e na temática violência. Por último, no contexto da Literacia Midiática e da Educação para as Mídias, as pré-conclusões da tese são discutidas a partir de entrevistas com especialistas, indicando orientações tanto para o ambiente escolar, quanto para o ambiente familiar e de produção de desenhos animados. Os debates e análises conduzem à ideia de que restringir, cada vez menos, tem impacto nos hábitos da infância contemporânea, principalmente na faixa etária estudada (de 10 a 12 anos): parece ser mais relevante conduzir a criança a uma interpretação positiva, a um entendimento considerado adequado, do que simplesmente proibir o acesso. Ao abrir espaço à vivência real, ao se escutar o que a criança deseja falar sobre, abre-se também espaço para que ela discuta seu universo midiático, fale sobre seus desenhos animados preferidos, seus games e as redes sociais que utiliza: reforçando sua autonomia crítica, a criança, potencialmente, desenvolve a capacidade de ressignificar os conteúdos midiáticos. Neste sentido, capacitar tanto os pais, quanto os professores e profissionais de animação (principalmente, os produtores e roteiristas) no sentido da disponibilidade e da diversidade, apresenta-se como estratégia positiva ao se pensar ambientes realmente propícios a uma mediação significativa.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui