INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: BARREIRAS INVISÍVEIS PRESENTES NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA : UM ESTUDO SOBRE AS REPRESENTAÇÕES DOS PROFESSORES RELATIVAS A ALUNOS PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): IDA BEATRIZ COSTA VELHO MAZZILLO

Colaborador(es):  MARIA APPARECIDA CAMPOS MAMEDE NEVES - Orientador
Catalogação:  12/12/2003 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=4305@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=4305@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.4305

Resumo:
O Presente trabalho constitui um estudo baseado em uma pesquisa exploratória de cunho qualitativo sobre as representações de alunos portadores de Paralisia Cerebral, construídas pelos professores de escolas regulares do segundo segmento do ensino fundamental, em escolas municipais do Rio de Janeiro, que realizam a inclusão de alunos portadores de Paralisia Cerebral. Para analisar estas representações nos utilizamos entrevistas semiestruturadas, com professores que realizavam a inclusão destes alunos em sua classe e com professores que ainda não tinham vivido esta experiência, onde se evidenciaram basicamente duas posições antagônicas: professores que sustentavam opiniões a favor da inclusão destes alunos pontuando os aspectos positivos e professores que se mostraram contra e até mesmo insatisfeitos em terem que incluir este aluno, demonstrando, algumas vezes um olhar preconceituoso. Este estudo também nos mostrou que há pouco conhecimento por parte dos professores entrevistados a respeito do que vem a ser a Paralisia Cerebral e do real potencial destes alunos. O resultado da análise dessa pesquisa nos faz constatar que apesar do paradigma da inclusão estar presente nas escolas onde realizamos as entrevistas, ainda existe nestas instituições professores que são inflexíveis, não buscam soluções para as dificuldades, preferindo não se comprometer com a questão, sugerindo até, algumas vezes, que se retroceda ao ensino segregado.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
CAPÍTULO 7  PDF
CAPÍTULO 8  PDF
CAPÍTUTO 9  PDF
CAPÍTULO 10  PDF
CAPÍTULO 11  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui