INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: HOJE EU SOU UMA HEROÍNA PORQUE EU SEI LER: CONSTRUÇÕES IDENTITÁRIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS SOB A ÓTICA DA NARRATIVA COMO PRÁTICA SOCIAL E DO SISTEMA DE AVALIATIVIDADE.
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JULIA RODRIGUES CHAGAS CABRAL

Colaborador(es):  ADRIANA NOGUEIRA ACCIOLY NOBREGA - Orientador
Número do Conteúdo: 41636
Catalogação:  16/07/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=41636@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=41636@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.41636

Resumo:
Inserida na área da Linguística Aplicada, esta pesquisa investiga a construção sociodiscursiva das identidades em narrativas de uma aluna da Educação de Jovens e Adultos. Tendo em vista que a participante se alfabetizou tardiamente, o objetivo principal do estudo é compreender a relação entre suas construções identitárias e o estigma vivenciado por indivíduos que não sabem ler e escrever na sociedade brasileira. A fundamentação teórica combina a abordagem socioconstrucionista das identidades (MOITA LOPES, 2001, 2002, 2003; HALL 2005, BAUMAN 2005) e do discurso (MOITA LOPES, 2001, 2003) aos estudos da narrativa como prática social e à teoria de linguagem da Linguística Sistêmico-Funcional (HALLIDAY, 1994; HALLIDAY; HASAN, 1989; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014), com foco no Sistema de Avaliatividade (MARTIN; WHITE, 2005). O estudo foi realizado a partir de uma entrevista semiestruturada gravada em áudio e alinha-se ao paradigma qualitativo e interpretativista (DENZIN; LINCOLN, 2006). Os resultados sugerem que, embora a participante aponte diversos obstáculos que a impediram de estudar, ela não compreende a sua não escolarização como resultado de um processo histórico de violação de direitos e sim como uma vivência pessoal, relacionada a fatores específicos de sua história de vida. Além disso, as construções identitárias emergentes durante a entrevista possuem forte relação com o estigma do analfabetismo e, muitas vezes, o corroboram. Essas identidades ora apontam para a superação dessa experiência, ora sugerem que a participante ainda não se vê como uma pessoa alfabetizada. Tais paradoxos estão imbricados à natureza complexa, múltipla e contraditória do fenômeno identitário na contemporaneidade.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui