INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ONDE QUE A GENTE SE ENCAIXA AQUI?: (RE)CONSTRUÇÕES DE IDENTIDADES DE UMA PROFESSORA EM FORMAÇÃO NO ESTÁGIO DE INGLÊS PARA FINS ESPECÍFICOS SOB A PERSPECTIVA DA LINGUÍSTICA SISTÊMICO-FUNCIONAL
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): CARLA CRISTINA DE SOUZA

Colaborador(es):  ADRIANA NOGUEIRA ACCIOLY NOBREGA - Orientador
Número do Conteúdo: 40780
Catalogação:  05/07/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=40780@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=40780@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.40780

Resumo:
Este estudo tem por objetivo investigar as (re) construções identitárias de uma licencianda no estágio na comunidade de prática de Inglês para Fins Específicos (IFE) a qual pertenço, como parte da busca de entendimentos sobre esse contexto. Para tanto, os dados foram gerados ao longo do semestre que a estagiária compartilhou conosco e eles englobam participações orais e escritas, nas quais foram analisadas suas identidades, que parecem emergir de suas escolhas na linguagem para interpretar o que ela estava vivenciando durante o estágio. Seguindo uma abordagem qualitativo-interpretativista (ERICKSON, 1986; DENZIN; LINCOLN, 2006) e desenvolvida dentro da Linguística Aplicada (MOITA LOPES, 2006, 2013), esta pesquisa se baseia em uma perspectiva socioconstrucionista de identidades (MOITA LOPES, 2003; BUCHOLTZ; HALL, 2005) e sua relação com crenças (BARCELOS, 2006) e emoções (BARCELOS, 2012; ZEMBYLAS, 2004), em conjunção com o prisma da Linguística Sistêmico-Funcional (THOMPSON, 2014a; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2014; EGGINS, 2004; GOUVEIA, 2009) e do Sistema de Avaliatividade (MARTIN; WHITE, 2005; VIAN JR, 2009). A partir desse arcabouço teórico, as análises e discussões sugerem que há novas construções e reformulações significativas nas identidades da estagiária, que emergem discursivamente, principalmente dentro do domínio do afeto. Além disso, é possível interpretar que o estágio supervisionado e as experiências e interações na comunidade de prática de IFE foram essenciais nessas (re) construções, especialmente como professora, com identidades, crenças e emoções interconectadas. O processo de questionamento, análise e reflexão dessas identidades e sua relação complexa com crenças e emoções contribuiu para o desenvolvimento de entendimentos para nossa comunidade de prática, como também promoveu oportunidades de aprendizagem mútua e a curiosidade por outras questões, que podem nos motivar a continuar na pesquisa constante sobre esse contexto de forma mais dinâmica e inclusiva.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui