INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ADOLESCÊNCIA E PSICANÁLISE UMA POSSIBILIDADE TEÓRICA
Instituição: UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO - UNICAP
Autor(es): NARA MARIA DANTAS

Colaborador(es):  MARIA CICILIA DE CARVALHO RIBAS - Orientador
Número do Conteúdo: 3892
Catalogação:  11/09/2003 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=3892@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=3892@2

Resumo:
Temos verificado, desde algum tempo, um crescente número de estudos voltados para a adolescência. Há quem classifique a modernidade como um tempo adolescente, cujo modelo de referência é a adolescência. Observamos que muitos dos comportamentos apresentados por alguns adultos são imitações dos encontrados nos adolescentes. Com a falência da função paterna, o processo adolescente tem se alongado através dos tempos, bem como, temos visto novas formas de manifestações sintomáticas características dessa idade. Com a descoberta do complexo de Édipo, a adolescência perde a importância que tivera no início da construção da psicanálise. Vemos ela reaparecer nos Três Ensaios (1905) como última etapa da sexualidade e é eleita, por Freud, como lugar de uma das mais difíceis e dolorosas tarefas que se deve empreender, ou seja, o desligamento das figuras parentais. Nosso objetivo nesse trabalho é eleger a adolescência como tempo de re- significação edípica, resgatando-a da obra freudiana, transformando-a num conceito operante, a partir das contribuições trazidas por Lacan à psicanálise, para oferecer-lhes um estatuto metapsicológico. Essa construção teórica possibilitará dar um lugar de destaque à adolescência na psicanálise, visto que não podemos negar sua existência nos fenômenos contemporâneos.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui