INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: CLARICE LISPECTOR NA ERA DIGITAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITORA NA REDE
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): KARYN DE PAULA MOTA

Colaborador(es):  TATIANA OLIVEIRA SICILIANO - Orientador
Catalogação:  03/06/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=38676@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=38676@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.38676

Resumo:
A dissertação investiga a apropriação da imagem da escritora Clarice Lispector na internet. Clarice Lispector é consagrada pelo universo acadêmico e pela crítica literária – isto é, dos agentes que constroem as regras da arte - como um dos cânones do campo artístico brasileiro (BOURDIEU, 1986). Atualmente as representações sobre a escritora – fragmentos de seus textos e sua imagem - são amplamente disseminadas pelas redes socais na internet, tornando-se objetos de desejo de um público maior e mais heterogêneo. A proposta deste trabalho é refletir sobre algumas das instâncias de legitimação de Clarice Lispector na internet: a) o site do Instituto Moreira Salles, que conta com documentos raros, biografia e mapeamento de textos da e sobre a escritora, a partir da pesquisa de acadêmicos de prestígio na área da literatura. O site, que se constrói como um dos principais repositórios sobre Clarice Lispector, acaba sendo menos visitado, por ser orientado para uma pesquisa mais acadêmica. b) páginas no Facebook sobre Clarice elaboradas por seus fãs. Serão analisadas as páginas com maior número de visualizações. Tendo como corpus da investigação o espaço das tecnologias descentralizadores e personalizadas, leva-se em consideração a inexistência de códigos de éticas formais. O estudo procura compreender a dinâmica dos leitores-consumidores que fazem parte de um público, anteriormente à margem do processo de criação, que atuavam apenas espectadores, e que contemporaneamente tornaram-se participantes fundamentais na produção de conteúdo, ao recriarem e resignificarem conteúdos retirados das obras claricenas. Para tanto, a pesquisa empreendeu a coleta de postagens em páginas com mais de 50 mil seguidores dedicadas a Clarice Lispector na rede social Facebook, buscando uma análise comparativa com o material empiricamente observado no website institucional sobre a escritora brasileira desenvolvido pelo Instituto Moreira Salles (IMS). Entrevistas também foram realizadas para obtenção de informações precisas sobre o fluxo, na produção de micronarrativas claricenanas, movimentado pelos fãs amadores e pelos profissionais literários. De uma forma geral, buscou-se compreender o papel dessas duas forças respectivamente ativas e que integram a composição heterogênea do fenômeno Clarice Lispector nas redes sociais.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui