INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: A HISTÓRIA FAMILIAR NO PROCESSO DE ADOECIMENTO SOMÁTICO: A VIOLÊNCIA EM DESTAQUE
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ALINE VILHENA LISBOA

Colaborador(es):  TEREZINHA FERES CARNEIRO - Orientador
Número do Conteúdo: 37446
Catalogação:  22/03/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=37446@1
Referência [fr]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=37446@3
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.37446

Resumo:
Nos últimos tempos, a família passa por transformações significativas que endossam novas formas de representação na promoção de saúde e de doença. O avanço na compreensão destes processos é tema principal desta tese, que procura ampliar as articulações possíveis entre sintomas somáticos e história familiar. O objetivo, portanto, é propor uma investigação do processo de adoecimento somático do grupo, escutando a história geracional. Utilizamos a investigação qualitativa dos dados, recorrendo à análise de conteúdo para o entendimento das representações estabelecidas sobre somatização e acontecimentos significativos da história e das fases do ciclo de vida da família. Entrevistamos dez famílias em seus domicílios por intermédio de encaminhamentos realizados pela equipe de saúde da estratégia de saúde da família do bairro de Santa Luzia, da cidade de Juiz de Fora. Durante um mês, em cada família, foram utilizados recursos técnicos como o genograma e o espaçograma, além de perguntas semidirigidas. Os dois primeiros foram montados pela equipe de pesquisa para o mapeamento de doenças e para a visualização do ambiente físico, respectivamente. De acordo com os depoimentos coletados e relatórios confeccionados, ampliamos a visão psicossociossomática do adoecimento, verificando que a doença é uma das expressões da violência familiar. A presença do alcoolismo, a repetição de comportamentos conflituosos entre gerações e a falta de apoio psíquico entre os membros exemplificam o cotidiano destas famílias. As somatizações surgem como representação da invasão do outro no corpo do sujeito, da dificuldade de expressão de sentimentos e da falta de conhecimento sobre as demandas internas da família. As lembranças de situações violentas e conflituosas geram impasses e provocam um desgaste intergeracional, fragilizando a capacidade do grupo de se manter como apoio psíquico ao outro.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRADECIMENTO, RESUMO, RESUMEN E SUMÁRIO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E ANEXOS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui