$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: O PAPEL DA RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE: PERSPECTIVAS E CONTRADIÇÕES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUCIANA DA CONCEICAO E SILVA

Colaborador(es):  MARCIA REGINA BOTAO GOMES - Orientador
Número do Conteúdo: 37427
Catalogação:  21/03/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=37427@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=37427@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.37427

Resumo:
Este trabalho discutirá as contradições que envolvem a implementação do programa de Residência Multiprofissional em Saúde (RMS) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A RMS no discurso oficial propõe fortalecer o SUS, entretanto, se insere em uma conjuntura de desmonte da política de saúde. Neste trabalho faremos um resgate histórico das contradições que envolvem a RMS e apresentaremos resultados de estudo realizado numa residência multiprofissional em saúde no município do Rio de Janeiro. Conclui-se que a RMS se insere num terreno de contradições face as disputas no seu interior por sua finalidade. Atualmente, ao mesmo tempo em que vivemos o incentivo político para a formação profissionais para o SUS, pela via da RMS, o que tem sido colocado como estratégia para sua reorganização numa direção mais alinhada aos preceitos constitucionais, percebemos, entretanto, a tendência da RMS em se inserir num campos de estratégia de estruturação da rede de serviços públicos por meio da oferta de um campo de trabalho precarizado para os profissionais da saúde e submetido a um modelo de saúde que prioriza a excelência privada. Sendo assim, a RMS pode reforçar a simplificação de recursos e a fragilização da articulação entre o serviço e a academia, reproduzindo a lógica é recorrente na formação. Finalmente, observamos dificuldades na garantia da interlocução entre formação, gestão, atenção em saúde e participação política. Urge a necessidade de fortalecer a RMS como estratégia de resistência dos movimentos em defesa do SUS na concepção da Reforma Sanitária.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui