$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: DISCURSOS DO SILÊNCIO: CRIANÇAS DOENTES FALAM SOBRE A DOR, A MORTE E A VIDA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ERIKA RAFAELLA DA C N PALLOTTINO

Colaborador(es):  MARIA INES GARCIA DE FREITAS BITTENCOURT - Orientador
Número do Conteúdo: 37389
Catalogação:  18/03/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=37389@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=37389@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.37389

Resumo:
O processo de doença, tratamento e hospitalização na criança suscita inúmeros afetos, tais como, medo, desamparo, sofrimento, frustração, ansiedade e angústia. O presente trabalho tem como objetivo investigar as implicações envolvidas no adoecimento infantil a partir do referencial teórico da psicologia hospitalar e da psicanálise, ilustrado por vinhetas clínicas e falas de crianças doentes que se submeteram ou ainda irão se submeter ao transplante de medula óssea. As narrativas das crianças que participaram deste estudo foram colhidas durante a internação e acompanhamento ambulatorial. Não foi utilizado nenhum tipo de roteiro ou entrevista, portanto, foram privilegiadas as falas espontâneas e informais das crianças, durante os atendimentos psicológicos ou em conversas informais com a equipe de saúde. No decorrer desta dissertação identificou-se que a fragilidade egóica e o sofrimento psíquico fazem parte do processo de adoecimento infantil, onde as representações afetivas são carregadas de intensidade. Constatou-se que por mais frágil que a criança possa apresentar-se, muitas delas conseguem superar as adversidades e dores que a doença e o tratamento impõe às suas vidas. Através deste estudo, portanto, encontram-se indicativos que demonstram que a criança tem a dimensão da representação da doença, tratamento e agravamento do seu estado clínico a partir do reconhecimento das transformações ocorridas em sua vida e sintomas que se apresentam em seu corpo.

Descrição Arquivo
CAPA, DEDICATÓRIA, AGRADECIMENTOS, RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO, EPÍGRAFE  PDF
INTRODUÇÃO  PDF
CAPÍTULO 1  PDF
CAPÍTULO 2  PDF
CAPÍTULO 3  PDF
CAPÍTULO 4  PDF
CAPÍTULO 5  PDF
CAPÍTULO 6  PDF
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui