INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: ESTUDO DA COMPOSIÇÃO MINERAL DE CABELO RELACIONADA COM O USO DE TRATAMENTOS ESTÉTICOS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): GABRIELLY DOS SANTOS PEREGRINO

Colaborador(es):  TATIANA DILLENBURG SAINT PIERRE - Orientador
ADRIANA HADDAD NUDI - Coorientador
Número do Conteúdo: 36983
Catalogação:  19/02/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36983@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36983@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.36983

Resumo:
O mineralograma capilar é uma análise multielementar que provê informações sobre a saúde da pessoa. A utilização de tratamentos estéticos para o cabelo, como tinturas ou alisamentos, representam a exposição a substâncias que podem ser prejudiciais à saúde, tanto para os utilizadores, quanto para os profissionais que as aplicam, e podem dificultar a interpretação dos dados do mineralograma. O objetivo deste trabalho foi estabelecer correlações entre os tratamentos estéticos e a composição mineral do cabelo de voluntários de diferentes idades e sexos, além de realizar a análise estatística dos dados. Amostras de cabelo foram coletadas da região occipital de voluntários, que responderam a um formulário contendo informações importantes para análise dos dados. As amostras de cabelos previamente lavadas e secas, foram decompostas com ácido nítrico, o teor mineral foi determinado utilizando ICP-MS e os resultados estatísticos avaliados com o auxílio do Statistica for Windows. Os elementos analisados foram classificados como essenciais ou tóxicos. Os metais que apresentaram diferenças estatísticas significativas em mulheres que utilizam algum tratamento estético nos cabelos foram: Mg, K, Ca, V, Mn, Fe, Co, Cu, Mo, Zn e Sr, e os metais tóxicos: Ni, Ba e U. Quando comparados cabelos naturais, sem tratamento, houve diferença significativa entre homens e mulheres para Mg, Ca, Sr, Mo e Au, entretanto, todas as medianas ficaram abaixo dos limites máximos da referência utilizada neste trabalho para fins de comparação. Considerando elementos tóxicos, nenhum apresentou diferença, sendo que as mulheres apresentaram uma concentração mais elevada deste metal.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui