$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC |



Título: IDOSOS, TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO E SOCIALIZAÇÃO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor: CLAUDIA STAMATO

Colaborador(es):  CLAUDIA RENATA MONT ALVAO BASTOS RODRIGUES - Orientador
MARIA MANUELA RUPP QUARESMA - Coorientador
Número do Conteúdo: 36934
Catalogação:  18/02/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36934@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36934@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.36934

Resumo:
Essa tese de doutorado intitulada Idosos, tecnologias de comunicação e socialização surge do interesse pelas transformações ocorridas atualmente devido ao processo de envelhecimento populacional. No Brasil ele se iniciou a cerca de 50 anos, mas diferentemente dos países desenvolvidos, as mudanças ocorreram em uma velocidade tão grande que dificultou a implementação de políticas públicas, bem como o reconhecimento e a adaptação social de toda uma população. O crescimento do segmento dos mais velhos e a diminuição da taxa de natalidade alteraram a estrutura populacional e naturalmente modificaram as interações sociais. Concomitante a isso a evolução das tecnologias digitais vem impactando na vida das pessoas com contínuas inovações e mudanças nas interfaces de comunicação. Se a comunicação nos tempos pós-modernos se dá em grande parte via objetos tecnológicos (celulares, smartphones, desktops e notebooks, tablets e etc) e meios digitais (softwares, aplicativos, sites, redes sociais e etc), qualquer faixa etária da população deve interagir com essas tecnologias a fim de participar das trocas sociais e de informação no seu meio social. O envelhecimento humano tem características que levam a perdas naturais físicas, cognitivas e sociais. Entre as diversas consequências advindas dessas perdas há a diminuição da rede social do idoso e as dificuldades de renovação ou adaptação às mudanças do seu meio. Dessa forma acreditava-se haver uma dificuldade dos idosos em acompanhar a evolução dos objetos tecnológicos de comunicação de maneira a interferir na manutenção e no aumento das suas relações sociais. Esta pesquisa teve por objetivo levantar o uso de objetos tecnológicos de comunicação pelo segmento dos idosos e responder se esse uso tem alguma relação com a sua socialização. Para isso, foram realizadas: uma revisão bibliográfica sobre o envelhecimento populacional mundial e brasileiro, sobre a relação dos idosos com os objetos tecnológicos, bem como foram levantados e compreendidos os conceitos referentes à socialização pós-moderna; também houve a aplicação de entrevistas semiestruturadas em idosos, a fim de obter uma compreensão qualitativa do público alvo a respeito do uso das tecnologias de comunicação, e um questionário online para quantificar esse uso. Buscou-se, através dessas técnicas, identificar a frequência de uso dos objetos tecnológicos e meios de comunicação, verificar as atividades realizadas e os grupos sociais associados a elas e comparar o comportamento das três faixas de idosos (de 60 a 69, de 70 a 79 e de 80 anos em diante) com o grupo dos mais jovens. Foi possível constatar haver uma relação direta entre o uso da tecnologia e a forma de socialização realizada nos dias de hoje e perceber diferenças comportamentais entre as faixas etárias dos idosos e uma grande proximidade da terceira idade (de 60 a 69 anos) com o grupo dos mais jovens. Esse trabalho contribui para o aprofundamento do conhecimento do perfil comportamental do idoso brasileiro, que diferentemente do senso comum, não apresenta apenas o quadro de perdas e de desesperança com que costuma ser retratado. Hoje o idoso é mais saudável, mais engajado, mais produtivo e busca estar inserido não apenas entre idosos, mas em todos os grupos sociais.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Logo maxwell Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui