INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: UMA METODOLOGIA PARA A ANÁLISE E MODELAGEM DE TENSÕES RESIDUAIS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JOSE LUIZ FERNANDES

Colaborador(es):  JAIME TUPIASSU PINHO DE CASTRO - Orientador
Número do Conteúdo: 3641
Catalogação:  16/06/2003 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=3641@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=3641@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.3641

Resumo:
Realizou-se uma completa avaliação das propriedades mecânicas e metalúrgicas do metal de base e do metal de solda para o material da classe API 5L X60. A caracterização das propriedades mecânicas monotônicas e à fadiga deste aço inclui ensaios de tração, de iniciação de trincas por fadiga (épsilonN), de propagação de trincas por fadiga (da/dN), e de tenacidade à fratura (CTOD). Com as propriedades mecânicas quantificadas, passou-se à medição das tensões residuais. Primeiro utilizou-se um equipamento de raios-X portátil para o levantamento do perfil das tensões residuais ao longo da junta soldada. Porém, este método apresentou muita dispersão nos resultados. Em virtude deste fato optou-se por outro ensaio de medição de tensão residual, chamado de método da furação instrumentada ou - Hole-Drilling -.Porém devido à limitação da técnica de furação instrumentada (sigmaRES menor ou igual SE / 3), propôs-se um modelo numérico que viabilizasse a medição das tensões residuais para cargas nominais que variasse até a resistência ao escoamento. Além do mais como o problema da excentricidade na técnica da furação instrumentada é muito relevante, propôs-se uma roseta extensométrica com 5 extensômetros para que se pudesse fazer uma medição das tensões residuais que não fosse determinística.

Descrição Arquivo
CAPA, AGRAD., RESUMO, ABSTRACT, SUMÁRIO, LISTA DE FIG., DE TABELAS, DE APÊNDICES, DE SÍMBOLOS  PDF  
CAPÍTULO 1  PDF  
CAPÍTULO 2  PDF  
CAPÍTULO 3  PDF  
CONTINUAÇÃO DO CAPÍTULO 3  PDF  
CONTINUAÇÃO DO CAPÍTULO 3  PDF  
CONTINUAÇÃO DO CAPÍTULO 3  PDF  
CAPÍTULO 4  PDF  
CONTINUAÇÃO DO CAPÍTULO 4  PDF  
CAPÍTULO 5  PDF  
CONTINUAÇÃO DO CAPÍTULO 5  PDF  
CONTINUAÇÃO DO CAPÍTULO 5  PDF  
CONTINUAÇÃO DO CAPÍTULO 5  PDF  
CONCLUSÃO  PDF  
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  PDF  
APÊNDICE A  PDF  
APÊNDICE B  PDF  
APÊNDICE C  PDF  
APÊNDICE D  PDF  
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui