$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: DESTINOS FLUTUANTES, FUTUROS IMAGINADOS: POR UMA HISTÓRIA GLOBAL DA EDUCAÇÃO COLONIAL FEMININA ALEMÃ NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ANELISE FREITAS PEREIRA GONDAR

Colaborador(es):  LUIS MANUEL REBELO FERNANDES - Orientador
ANDREA RIBEIRO HOFFMANN - Coorientador
Número do Conteúdo: 36290
Catalogação:  25/01/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36290@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36290@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.36290

Resumo:
O chamado Novo Imperialismo e os processos colonizatórios levados a cabo pelas grandes potências europeias nos séculos XIX e XX não apenas tiveram um papel fortemente constitutivo nas disciplinas da História, Sociologia, Antropologia e Relações Internacionais como também definiram em grande medida a geopolítica do sistema internacional contemporâneo. Apagado pela sequência de acontecimentos que fizeram do século XX um dos mais conturbados da História Ocidental, o colonialismo alemão tem passado nas últimas décadas por uma revisão profunda do ponto de vista historiográfico. O presente trabalho apresenta os marcos da inserção da mulher durante o Kaiserreich questionando as narrativas que a apresentam como questão. Uma das soluções à Frauenfrage será a criação das escolas coloniais femininas de Witzenhausen, Bad Weilbach e Rendsburg, temática retomada aqui a partir das lentes epistemológicas da História Global. A partir não apenas da história da experiência de formação colonial feminina, mas também de achados documentais que atestam uma troca de cartas entre as egressas da escola por mais de 20 anos, a pesquisa é guiada pelas seguintes perguntas: onde estão, ou estiveram, as mulheres no projeto de formação colonial? (Enloe, 2014) E o que disseram sobre o mundo ao seu redor? As percepções da realidade política e social partilhadas nas Rundbriefe - correspondências que circularam entre a narrativa pública e privada entre os anos o de 1938 e 1960 - desvelam um outro mapa de relações transnacionais: uma cartografia em que mulheres reescreveram os destinos traçados pelo modelo de formação colonial e política populacional da Alemanha imperial definidos no início do século passado, escreveram a partir de novos lugares materiais e sociais e, por fim, construíram narrativas da geopolítica do decorrer do século XX com efeitos até os dias de hoje.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui