INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: TEMPOS, ESPAÇOS E RELAÇÕES: A ESCOLA COMO LUGAR DE ENCONTRO COM AS CULTURAS DA INFÂNCIA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): DANIELA MORAES MELLO

Colaborador(es):  MARIA LEONOR PIO BORGES DE TOLEDO - Orientador
Número do Conteúdo: 36136
Catalogação:  16/01/2019 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  MONOGRAFIA DE ESPECIALIZAÇÃO
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=36136@1
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.36136

Resumo:
Este trabalho tem como objetivo refletir sobre os tempos, os espaços e as relações no cotidiano da educação infantil baseado na premissa de que a escola é um lugar de encontro com as culturas da infância. Utilizando como ponto de apoio da ação docente as referências da prática da documentação pedagógica, baseada na experiência das escolas da infância da cidade de Reggio Emília, Itália, de Freinet (1989), com o movimento cooperativo e de Emmi Pikler (2011), com o brincar livre, abrimos um espaço para reflexão da necessidade de uma formação continua de professores que seja atravessada pela estética em busca de uma educação mais ética. A partir de relatos de experiência e observações de uma prática pedagógica de desemparedamento da infância, com o Dia de Floresta, convidamos a pensar sobre um novo conceito de didática, uma didática de encantamento, em que o brincar livre com a - e na natureza e o protagonismo das crianças sejam matrizes estruturantes de um currículo da educação infantil.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui