$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: CARREIRAS COM FRONTEIRAS: RECONSTRUINDO TRAJETÓRIAS DE TRABALHADORAS DAS CLASSES POPULARES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): FILIPE AUGUSTO SILVEIRA DE SOUZA

Colaborador(es):  ANA HELOISA DA COSTA LEMOS - Orientador
Número do Conteúdo: 35737
Catalogação:  29/11/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=35737@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=35737@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.35737

Resumo:
O objetivo central desta pesquisa foi compreender a influência dos múltiplos contextos e da agência sobre a construção das carreiras de trabalhadoras das classes populares, especificamente as que atuam em serviços terceirizados de limpeza. A abordagem neobourdieusiana proposta assumiu como ponto de partida e influência central o arcabouço conceitual proposto pelo sociólogo brasileiro Jessé Souza (2012a, 2009, 2012b), cujo intuito declarado foi desvelar o ancoramento institucional das ideias subjacentes à persistente desigualdade social no Brasil. Objetivou-se, igualmente, atender às demandas, recorrentes no âmbito do campo de estudos de carreira, pela realização de pesquisas voltadas às trajetórias ocupacionais de trabalhadores das classes populares (GUEST; STURGES, 2007; THOMAS, 1989; WALTON; MALLON, 2004). A relevância atribuída às influências contextuais sobre as carreiras individuais resultou na aproximação dos contornos teóricos propostos por Bourdieu (1990) com elementos da sociologia psicológica de Bernard Lahire (2002, 2016); com vistas a caminhar para além das cercanias de uma abordagem disposicionalista, optou-se por contemplar a dimensão reflexiva da atividade humana a partir do conceito de conversações internas, introduzido pelo pragmatismo norte-americano e retomado pela socióloga britânica Margareth Archer (2003, 2007). Ao fim e ao cabo, acredita-se que os resultados desta pesquisa apontam para a necessidade de relativização das teses em favor da crescente individualização (BECK, 1997, 2010; GIDDENS, 1997, 2002; DUBAR, 2010) e destradicionalização experimentadas na alta modernidade (GIDDENS, 1991). Contrapõe-se, assim, à tendência dominante de homogeneização, a partir de um processo abstrato de generalização, das condições de possibilidade dos estratos superiores para o conjunto da população (MATTOS, 2006), dissociada de uma análise contextualizada das múltiplas condicionantes sociais e simbólicas. A priorização do foco das novas carreiras, sobretudo as ‘carreiras sem fronteiras’, em trajetórias profissionais em áreas de atividade econômica específicas, com destaque para os setores criativos e intensivos em tecnologia, e sua universalização para toda e qualquer trajetória ocupacional é assumido aqui como um caso concreto desta tendência. Na visão de alguns autores (ROPER; GANESH; INKSON, 2012), essa representação voluntarista de carreira flerta com a ideologia neoliberal, legitimando, assim, a transferência de responsabilidades e riscos do empregador para o empregado. Todavia, a aproximação de casos concretos, a exemplo das histórias de vida das interlocutoras desta pesquisa, é capaz de revelar uma realidade dissonante de tais pressupostos. A abordagem multicontextual e multinível adotada nesta tese permitiu que se verificassem a existência de múltiplas fronteiras interpostas ao longo das narrativas das interlocutoras, segmentadas em múltiplas trajetórias – familiar, social, de lazer, habitacional, educacional, profissional, moral e religiosa. Pôde-se observar a influência exercida pelos múltiplos contextos sobre a construção de um habitus precário, correspondente à posse de baixos volumes de capital familiar, social, cultural e econômico, e a níveis limitados de reflexividade − bounded agency (MACDONALD; MARSH, 2005; SCHOON; PETER; ROSS, 2012) −, com impactos sobre a inserção e o desenvolvimento das carreiras dessas mulheres em posições subalternas no mercado de trabalho.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui