INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: DESIGN NO BRINCAR: UMA COMPREENSÃO DA TRÍADE INDÚSTRIA - FORMAÇÃO EM DESIGN - BRINQUEDO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUCAS BRAZIL SOUSA

Colaborador(es):  JACKELINE LIMA FARBIARZ - Orientador
Número do Conteúdo: 35578
Catalogação:  12/11/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=35578@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=35578@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.35578

Resumo:
O brinquedo é um artefato lúdico que potencializa a espontaneidade da ação do Brincar das crianças. Ele favorece essa cultura e traz significações acerca da sociedade em que está inserido, assim como influencia a forma como as crianças apreendem o mundo. Contudo, a indústria brinquedista brasileira, por meio de seus brinquedos, difunde e auxilia a/na manutenção de conceitos vigentes na sociedade. Esta pesquisa, de cunho qualitativo interpretativo trata da relação desse setor com o designer, partindo do pressuposto de ser este um agente mediador e catalizador na díade produto-sujeito e com a criança, que é o sujeito ativo do Brincar e aquele que interage com o brinquedo. Após pesquisa bibliográfica e documental sobre o atual contexto do setor industrial brinquedista do país, percebe-se que o objetivo final prioritário das indústrias é o lucro. O desenvolvimento desses artefatos lúdicos e sua venda são direcionados para o acúmulo de capital e isso tem como consequência a subutilização da capacidade do designer como agente ativo em um processo projetual. Com isso, embora a formação em design tenha entre as competências e habilidades a capacitação para o desenvolvimento de projetos, incluindo, projetos de brinquedos, as entrevistas realizadas com crianças em uma brinquedoteca da cidade do Rio de Janeiro demonstraram que o setor industrial potencializa um hiato conceitual entre brinquedo e brincadeira, estimulando o uso do objeto como fim e não como meio. Propõe-se que o designer atue para além dessa indústria e que prossiga pesquisando e encontrando variadas formas de atuação no desenvolvimento de brinquedos, pois com o começo da democratização de novas tecnologias, há espaço e possibilidades desses agentes sociais desenvolverem brinquedos que levem em conta os diferentes brincares e saberes do Brasil.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui