$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: O SALMO 101 E SUA RELAÇÃO COM A MONARQUIA E COM O CULTO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): JUSCELINO FERNANDES CARNEIRO

Colaborador(es):  MARIA DE LOURDES CORREA LIMA - Orientador
Número do Conteúdo: 35181
Catalogação:  21/09/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=35181@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=35181@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.35181

Resumo:
O salmo 101 é analisado em sua relação com a monarquia e com o culto, enfatizando-se os vv. 2 e 6, onde sobretudo se notam indícios que permitem explorar essa relação. No poema o rei deseja cantar o amor e o direito de YHWH, - dons divinos outorgados a Israel e Davi - respondendo não apenas através do culto, mas também através de um estilo de vida em fidelidade à Lei de YHWH. Este projeto de vida, caminho sem mancha, se torna critério na escolha dos seus colaboradores e deve pautar a vida de todos os habitantes da cidade de Deus. Através da pergunta quando virás a mim?, no v. 2, o rei reclama a vinda de YHWH até ele, para que ele seja capaz de realizar seus propósitos de fidelidade. No v. 6 o verbo servir, que é usado para designar o serviço cúltico a Deus, e aqui designa serviço ao rei, parece indicar uma proximidade entre o ambiente monárquico e o ambiente cúltico. Essa proximidade se depreende também do discurso real, que revela que o critério norteador da vida do rei e dos que são admitidos à corte, é semelhante ao que, segundo as liturgias de ingresso, deve orientar a vida dos que são admitidos ao templo: a fidelidade à Lei. Portanto, enquanto no v. 2 o rei reconhece sua dependência de YHWH, no v. 6, parece estabelecer sua corte, de certa forma, em dependência ao templo.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui