INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: RASTREABILIDADE DE MEDICAMENTOS: UM ESTUDO DE CASO NA MARINHA DO BRASIL
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LUIZ CARLOS PACHECO FILHO

Colaborador(es):  JOSE EUGENIO LEAL - Orientador
Número do Conteúdo: 34510
Catalogação:  19/07/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=34510@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=34510@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.34510

Resumo:
Falta de medicamentos pode gerar óbitos e o excesso deles, desperdícios. Para o alcance deste ponto de equilíbrio, as instituições públicas podem e devem investir em soluções inovadoras, desde que atendidos, ao menos, os princípios da economicidade, da eficiência e do interesse público. Com implantação prevista para 2022, o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos surge como uma excelente oportunidade para a Marinha do Brasil rastrear e controlar de forma eficiente e eficaz sua Cadeia de Medicamentos, por meio do código de barras bidimensional Datamatrix. Entretanto, como adaptar uma Cadeia de Suprimentos consolidada frente a essa mudança tecnológica? Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo propor um novo modelo para a Cadeia de Medicamentos da Marinha do Brasil, para o qual foi necessário descrever o modelo atual, em termos de estrutura e processos, e identificar as deficiências deste modelo que inviabilizavam a adaptação proposta. A partir dessas constatações, foram geradas conclusões, que serviram de base para o modelo proposto. Adicionalmente, o estudo apresenta as vantagens e os benefícios que as adaptações propostas podem representar para a Cadeia de Medicamentos da Marinha do Brasil, sobretudo para o seu pessoal. Com a adequação de sua Cadeia de Medicamentos ao Sistema Nacional de Controle de Medicamentos, a Marinha do Brasil tornar-se-á pioneira, no âmbito do Poder Executivo, na busca pela rastreabilidade de medicamentos, melhorando a qualidade da aplicação dos recursos públicos e incorporando, efetivamente, ao seu sistema de saúde, o conceito de segurança do paciente.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui