INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: O PROJETO DE TER FILHOS: DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS SOB A ÓTICA DE HOMENS E MULHERES
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): DENISE BERNARDI

Colaborador(es):  TEREZINHA FERES CARNEIRO - Orientador
Número do Conteúdo: 33425
Catalogação:  28/03/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=33425@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=33425@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.33425

Resumo:
Este trabalho tem como objetivo investigar o adiamento do projeto parental. Levando-se em conta o aumento do número de casais que adiam o projeto de ter filhos, ou optam por não tê-los, e a escassez de estudos acerca da configuração de casais sem filhos por opção, foi realizada uma pesquisa qualitativa da qual participaram cinco homens e cinco mulheres de classe média, membros de casais distintos, com idades entre 33 e 37 anos. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas com roteiro semi-estruturado. Os resultados foram analisados de acordo com o método de análise de conteúdo. Verificou-se que existe uma influência de ordem social para que o casal conjugal se torne casal parental. Entretanto, o projeto de ter filhos é cada vez mais um projeto que está sendo repensado. Observou-se que a decisão de ter filhos é uma experiência complexa, que envolve inúmeros fatores, o que contribui para o seu adiamento. Nesse contexto, coloca-se a necessidade de os cônjuges negociarem a opção de quando ter filhos. Os dados sugerem que a negociação da parentalidade ocorre geralmente de modo implícito e não verbalizado, sendo favorecida quando estabelecida explicitamente antes do casamento. Constatou-se, contudo, que a decisão acerca deste projeto é marcada por ambivalência e contradição. Observou-se ainda que, na atualidade, os casais que não têm filhos acreditam ter um nível mais elevado de satisfação no relacionamento conjugal. Conclui-se que, apesar de a sociedade atual aceitar com mais naturalidade a opção daqueles que optam por não ter filhos, ainda assim, há uma cobrança muito grande acerca deste projeto, visto que a escolha de não ter filhos interrompe a continuidade geracional.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui