$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: DESENVOLVIMENTO DE FLUXOGRAMA DE BENEFICIAMENTO PARA PRODUÇÃO DE AGREGADOS MINERAIS RECICLADOS E APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS DOS MESMOS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ELIVONE LOPES DA SILVA

Colaborador(es):  MAURICIO LEONARDO TOREM - Orientador
Número do Conteúdo: 33324
Catalogação:  20/03/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=33324@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=33324@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.33324

Resumo:
No Brasil os mecanismos de reciclagem dos resíduos sólidos gerados pelas obras de construção civil e demolições ainda são incipientes. Entretanto esses resíduos crescem em larga escala enquanto os agregados naturais se tornam mais escassos. Com intuito de preservar os recursos naturais; contribuir com a limpeza das cidades; poupar os rios, represas, terrenos incultos e o esgotamento sanitário; e aliviar o impacto nos aterros e lixões, tem-se como a melhor opção a reciclagem e beneficiamento desses resíduos. O programa pioneiro no Brasil, na cidade de Belo Horizonte em reciclagem, foi usado como referência na elaboração da resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONOMA) número 307 de 5 de julho de 2002, que estabeleceu critérios e procedimentos a serem adotados para gestão dos resíduos da construção civil em território nacional. O CONAMA além de classificar os resíduos em A, B, C e D, determinou como responsabilidade dos municípios a elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos (PMGIRS) e do Plano Municipal de Gestão de Resíduos da Construção Civil (PMGRCC), além de determinar os pequenos e grandes geradores de RCD. Nestes aspectos estes últimos elaboram seus Planos de Gerenciamento de Resíduos. O RCD ou entulho como é popularmente chamado, é todo material proveniente de construções, reformas, reparos e demolições de obras de construção civil e os resultantes da preparação e escavação de terrenos. Esses resíduos após triagem podem ser beneficiados sofrendo alterações físicas, passando a possuir granulometrias diferenciadas. Cada granulometria tem utilidade dentro da construção civil, então os produtos gerados após a cominuição podem ser utilizados, em geral como sub-bases e concretos não estruturais de acordo com as normas técnicas vigentes. O intuito deste estudo foi caracterizar tecnologicamente os resíduos minerais reciclados através de ensaios granulométricos onde o RCD apresentou curva granulométrica dentro das normas técnicas, difração de Raios–X para conhecer os componentes minerais, que foram semelhantes aos presentes nos agregados naturais com exceção da presença marcante de gesso que prejudica na resistência a compressão e módulos de elasticidade, a composição mineral diversificada das amostras demonstraram que os resíduos possuem alto ter de argila e materiais friáveis, alto índice de teor de absorção de água, além de textura superficial áspera, mesmo apresentando características de agregado natural médio. Após a caracterização tecnológica foi essencial o desenvolvimento de fluxogramas de beneficiamento de RCD com intuito de elevar a qualidade dos produtos gerados, além de desenvolver uma padronização para o beneficiamento de RCD. As amostras foram utilizadas para confecção de corpos de prova com frações de RCD diferenciadas no traço do concreto, como resultados dos ensaios mecânicos foi observado que as frações com até 30 por cento de agregado reciclado obtiveram boa resistência a compressão e módulos de elasticidade, mas o mesmo resultado não foi possível para as frações que possuíam acima de 50 por cento de agregado reciclado no traço do concreto.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui