$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: ESTUDO DA PROPAGAÇÃO DE TRINCAS POR FADIGA EM UM AÇO DE BAIXO CARBONO
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): GABRIELA CARDOSO COSTA SERTA

Colaborador(es):  JAIME TUPIASSU PINHO DE CASTRO - Orientador
Número do Conteúdo: 33145
Catalogação:  28/02/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TRABALHO DE FIM DE CURSO
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=33145@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=33145@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.33145

Resumo:
A taxa de propagação de uma trinca em função do coeficiente da gama de intensidade de tensões caracteriza a resistência de um material ao crescimento de trincas. A propagação podendo gerar um eventual rompimento da peça torna o conhecimento da sua resistência à falha um estudo necessário para o dimensionamento de estruturas. Ao detectar um defeito deste tipo, é necessário saber quantificar o dano que ele poderá causar. O objetivo deste projeto foi de entrar em contato com esses conceitos e tentar corroborá-los através de ensaios práticos. Nesse trabalho foi estudada a propagação de trincas em um aço de baixo carbono, devido à sua importância atual na economia mundial, graças ao seu baixo preço e excelentes propriedades de rigidez e resistência. É comprovado que trincas nascem por fadiga em locais aonde há concentração de tensões, geralmente caracterizados por pontas afiadas em sua microestrutura ou entalhes na sua geometria. No entanto, às vezes, essas concentrações de tensões podem ser tão altas, caso de materiais muito resistentes, que a trinca cessa de propagar, caracterizando um material com vida infinita. Para poder modelar a resistência do aço 1020 à propagação, foram fabricados corpos de prova do tipo DC(T), possuindo um entalhe, garantindo que ao ser submetido a cargas de amplitude constante uma trinca seja formada e possa se propagar pela geometria da peça.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui