$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: A TRAJETÓRIA PARTICIPATIVA DAS CRIANÇAS QUE AINDA NÃO SABEM O QUE É SER ALUNO (A): UM DIÁLOGO SOBRE DO QUE SE CONSTITUI O TEMPO VIVIDO NA ESCOLA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): BRUNELE ALMEIDA DE ARAÚJO

Colaborador(es):  MARTA NIDIA VARELLA GOMES MAIA - Orientador
Número do Conteúdo: 32764
Catalogação:  23/01/2018 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  MONOGRAFIA DE ESPECIALIZAÇÃO
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=32764@1
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.32764

Resumo:
A presente investigação teve como objetivo analisar as relações e tensões entre o ser criança e ser aluno nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Ao longo da investigação, foi construída a argumentação de que a transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental, na maioria das vezes, torna as crianças apenas alunos, enfileirados, não brincantes e focados no processo de alfabetização. Diante desta postura, surgem os questionamentos sobre ser criança no Ensino Fundamental, a conciliação do tempo do brincar e alfabetizar, como minimizar a insegurança e agitação dentro deste lugar desconhecido chamando escola, como garantir a voz das crianças participando da construção da Rotina. A obtenção dos dados para a pesquisa foi feita através da análise da prática pedagógica, em uma Escola Municipal na Rocinha (RJ), com uma turma de primeiro ano do Ensino Fundamental formada por crianças que estão pela primeira vez vivenciando o ambiente escolar.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui