INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA SOBRE NO-SHOW EM AGENDAMENTO DE CONSULTAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): LEILA FIGUEIREDO DANTAS

Colaborador(es):  FERNANDO LUIZ CYRINO OLIVEIRA - Orientador
SILVIO HAMACHER - Coorientador
Número do Conteúdo: 32440
Catalogação:  22/12/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=32440@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=32440@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.32440

Resumo:
O não comparecimento (no-show) dos pacientes a consultas agendadas tem um impacto significativo nos sistemas de saúde. Apesar do crescimento da pesquisa científica sobre os fatores que influenciam o no-show, não há uma síntese atual do estado da arte neste tema, e até à data, nenhuma revisão sistemática que englobe todas as especialidades. Assim, na tentativa de preencher esta lacuna, esta dissertação tem como intuito realizar uma revisão sistemática com três objetivos: (i) análise das características dos estudos segundo a metodologia empregada, continente, especialidade clínica, variáveis dependentes e taxas de no-show; (ii) síntese dos resultados sobre quais os fatores que afetam significativamente as taxas de não comparecimento; (iii) comparação desta análise com pesquisas anteriores. Utilizando a base de dados Scopus, 724 artigos foram encontrados, e destes, 105 selecionados para análise. A literatura indica que o no-show de pacientes não acontece aleatoriamente, e compreender as características que estão relacionadas à perda de compromissos agendados é importante para o desenvolvimento de melhorias no que tange ao comparecimento, além de possibilitar o uso dessas informações nas práticas de programação de agendamento. Concluiu-se que a taxa média de no-show foi de 23 por cento e que é mais comum entre os pacientes: jovens; de baixo nível sócioeconômico; que residem a uma distância elevada da clínica; que tem plano de saúde público ou nenhum plano; e que são atendidos por médicos menos experientes. Têm-se como os fatores mais significativos, a data de agendamento distante da data da consulta e o aumento de histórico prévio de consultas perdidas.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui