INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: INFÂNCIAS CARIOCAS: DISCURSOS SOBRE PAZ E VIOLÊNCIA (ESTUDO ETNOGRÁFICO COMPARADO)
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): THAIS DE CARVALHO RODRIGUES LOPES

Colaborador(es):  JOSE CARLOS SOUZA RODRIGUES - Orientador
Número do Conteúdo: 32111
Catalogação:  23/11/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=32111@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=32111@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.32111

Resumo:
Esta dissertação aborda os discursos sobre paz e violência no Rio de Janeiro e de que forma eles são assimilados e reproduzidos por crianças. A partir de etnografias realizadas em duas escolas em diferentes regiões da cidade, foram observados momentos de seriedade e descontração no cotidiano infantil. Uma escola localiza-se no bairro de classe média da Tijuca e possui elevada mensalidade; a outra, pública e municipal, está localizada no Complexo da Maré, região frequentemente tomada por confrontos entre facções e a Polícia Militar no momento da pesquisa. Nas interações entre professor e alunos, a categoria violência se apresenta e é combatida pela cultura da paz. A violência pode ser condenada ou justificada nos diferentes contextos sociais, em especial conforme a relação de poder operante entre algoz e vítima. Aponta-se a mídia como possível influenciadora do imaginário social e como matéria-prima na brincadeira dos alunos, tendo em conta a capacidade das crianças de inventar e de transformar a cultura. O trabalho reforça a necessidade de uma análise plural da categoria violência, sinalizando dinâmicas coercivas silenciosas que operam nos grupos sociais estudados.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui