$$\newcommand{\bra}[1]{\left<#1\right|}\newcommand{\ket}[1]{\left|#1\right>}\newcommand{\bk}[2]{\left<#1\middle|#2\right>}\newcommand{\bke}[3]{\left<#1\middle|#2\middle|#3\right>}$$
INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC|



Título: EVOLUÇÕES TECNOLÓGICAS NO SETOR DE ÓLEO E GÁS: UM ESTUDO DE CASO DA EXPLORAÇÃO, PRODUÇÃO E VIABILIDADE ECONÔMICA DO TIGHT OIL NOS ESTADOS UNIDOS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): OSWALD JOSE LEVY DE SOUZA FILHO

Colaborador(es):  ARTHUR MARTINS BARBOSA BRAGA - Orientador
Número do Conteúdo: 31808
Catalogação:  20/10/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TRABALHO DE FIM DE CURSO
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=31808@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=31808@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.31808

Resumo:
É notório para qualquer agente da indústria de óleo e gás o crescimento e relevância atingidos pela exploração e produção de recursos não convencionais. Nesse contexto, os Estados Unidos tem sido o maior destaque mundial especificamente com o óleo de folhelho, em inglês tight oil, que fica aprisionado na rocha shale. Durante muito tempo, tinha-se na indústria a ideia de que o a produção via rocha shale seria inviável, ou seja, o óleo e gás aprisionados ali eram irrecuperáveis. Para o desenvolvimento e futura exploração e produção desse não convencional dois fatores foram os mais importantes. O alto valor do óleo no mercado internacional no período de 2008-2014, que despertou maior interesse pela pesquisa e desenvolvimento desses projetos e o avanço tecnológico, que tem como seus principais destaques a estimulação de poços pelo fraturamento hidráulico e a perfuração horizontal. Esses avanços tecnológicos possibilitaram os Estados Unidos a crescer a produção e voltar a patamares que tinha na década de 70, antes da crise do petróleo, se consolidando e muito próximo de ser o maior produtor mundial. Esse crescimento, juntamente com a diminuição brusca dos custos e ganhos de produtividade tem gerado grandes incertezas para a indústria como um todo. A OPEP está tendo sua influência no controle de estoques diminuída e grandes produtores tem mais dificuldade em prever preços futuros da commodity e assim planejar seus investimentos em projetos com tempos de exploração e desenvolvimento mais longos, como por exemplo os projetos em águas profundas e ultra profundas. O presente trabalho tem como objetivo explicar os avanços tecnológicos que ocorreram nos últimos anos, com seus impactos nos investimentos e custos operacionais dos projetos e com isso fazer uma análise da viabilidade econômica da exploração e produção de tight oil.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui