INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: PESQUISANDO A RELAÇÃO EDUCAÇÃO INTEGRAL E(M) TEMPO INTEGRAL E CURRÍCULO NO BRASIL - PERÍODO 2000-2012: O QUE REVELAM AS PESQUISAS DE MESTRADO E DOUTORADO?
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): ALESSANDRA VICTOR DO NASCIMENTO ROSA

Colaborador(es):  MARIA INES G F MARCONDES DE SOUZA - Orientador
LIGIA MARTHA COIMBRA DA COSTA COELHO - Coorientador
Catalogação:  05/09/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=31340@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=31340@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.31340

Resumo:
Esta pesquisa teve por objetivo analisar teses e dissertações defendidas no país, no período de 2000 a 2012, que tratam da temática educação integral e(m) tempo integral, analisando, especialmente, como os pesquisadores apresentaram o currículo da experiência/programa ou política analisada por eles. Para tanto optamos por uma linha qualitativa, em que realizamos uma análise de conteúdo nos trabalhos levantados no banco de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), referentes à educação integral e(m) tempo integral, buscando realizar um estado do conhecimento sobre a questão curricular nesta produção empírica. A investigação demandou três eixos de estudo - (1) educação integral, (2) tempo integral e (3) currículo. A análise dos dois primeiros eixos foi fundamentada em autores que tratam da educação integral a partir de uma ótica escolar e(ou) social, como Coelho (2002), Paro (1988, 2009, 2011, 2012), Cavaliere (1996, 2007, 2009), Mauricio (2009), Guará (2009), e que a atrelam às políticas de ampliação da jornada escolar -tempo integral, como é o caso de Cavaliere (2009), Coelho (2009), Maurício (2009) e outros. No que tange ao eixo curricular, utilizamos como respaldo teórico as contribuições de Young (2007, 2011 e 2014), Sacristán (2000 e 2013), Freire (1993, 1999, 2000 e 2001), Silva (2011) e Moreira (1993, 2008 e 2012). E ainda, tendo em vista que as diferentes concepções de educação pública que vigoraram e vigoram no Brasil até o presente momento estão diretamente relacionadas à organização do tempo e do espaço escolar, identidade e profissionalização docente, utilizamos também nas análises as reflexões de Algebaile (2009), Paro (1988; 2009; 2011; 2012); Frago e Escolano (1998), Tardif e Lessard (2014), Oliveira (2011), entre outros. Os resultados dessa pesquisa apontaram que diversas experiências de educação integral e(m) tempo integral vêm emergindo nos sistemas públicos de ensino do país. Além disso, as dissertações e teses, publicadas entre os anos 2000-2012, revelaram que os currículos dessas experiências se organizam em jornada ampliada, na escola ou em espaços parceiros, com práticas diversificadas (aulas ou atividades) e sujeitos formadores que não possuem poder, enquanto grupo, e, em alguns casos, autonomia, como profissionais.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui