INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: AS CARTAS DA GUERRA, DE ANTÓNIO LOBO ANTUNES: MEMÓRIA, HISTÓRIA, LABORATÓRIO DE ESCRITA
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): PEDRO BEJA AGUIAR

Colaborador(es):  ALEXANDRE MONTAURY BAPTISTA COUTINHO - Orientador
LARA NOGUEIRA DA SILVA LEAL - Coorientador
Catalogação:  07/08/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30875@1
Referência [fr]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30875@3
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.30875

Resumo:
Esta dissertação se organiza em torno da leitura e da análise de um conjunto de cartas escritas por António Lobo Antunes durante a sua permanência em missão militar, entre os anos de 1971 e 1973, na guerra colonial portuguesa em Angola. Reunidas, organizadas e editadas pelas filhas do autor, Maria José e Joana Lobo Antunes, no volume D este viver aqui neste papel descripto. Cartas da Guerra (2005), essas cartas expõem um olhar particular sobre a guerra colonial, conjugando relatos de acontecimentos e situações de guerra, com paisagens e personagens marcadas pelo medo e pela angústia. Nestes papéis, o registro pessoal das condições específicas que se colocam entre o autor e a sua companheira, destinatária de todas as cartas reunidas, permite observar também a sua experiência na guerra a partir da formação de redes de sociabilidade e vivências afetivas, construídas com angolanos ou com camaradas da Comissão. Esta experiência de António Lobo Antunes em Angola, segundo as cartas examinadas, inclui ainda uma dedicação intensa à leitura e à escrita de poemas, cartas e romances, que ajudam a descrever um quadro dissonante, alternativo, que contrasta com a produção discursiva oficial associada às operações militares portuguesas na África. Desta forma, a dissertação se propõe a examinar procedimentos e formas de enunciação de uma escrita que condensa não apenas a experiência subjetiva do cotidiano da guerra, como também registra (e revela) a situação de exceção vivida como aprendizagem, como um laboratório de formação e de transformação a partir do exercício diário de escrita.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui