INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: MULHERES NA FILA DE VISITAÇÃO: A CONSTRUÇÃO DISCURSIVA DA INOCÊNCIA DE PARENTES PRESOS EM NARRATIVAS VICÁRIAS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): NATALIA CUCINELLO ALBUQUERQUE

Colaborador(es):  LIANA DE ANDRADE BIAR - Orientador
Número do Conteúdo: 30796
Catalogação:  02/08/2017 Idioma(s):  PORTUGUÊS - BRASIL

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30796@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30796@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.30796

Resumo:
Esta pesquisa é resultado de um encontro misto (Goffman, 1988), proporcionado por entrevistas de pesquisa realizadas por mim com mulheres envolvidas no contexto prisional, especificamente na condição de parentes/visitantes de homens presos. O encontro se deu nas periferias de um presídio do Estado do Rio de Janeiro, em novembro de 2015, com o propósito aplicado de reverter a invisibilidade social dessas mulheres, em sua maioria negras, pobres, mães e moradoras de zonas periféricas do estado. Ao narrarem a causalidade da prisão de seus pares, narrativas de experiência vicária (Norrick, 2013) emergem na interação, com o propósito interacional de inocentá-los e construí-los favoravelmente. É objetivo do trabalho investigar, à luz do campo de Análise de Narrativa (Bastos e Biar, 2015), informado pela Sociolinguística Interacional (Gumperz, 1982; Goffman, 1974), como se constituem tais narrativas de inocentação produzidas pelas entrevistadas, e que tipos de sistemas de coerência emergem dessas histórias. A análise dos dados indica que as entrevistadas animam discursos que desvinculam a agência de seus pares dos respectivos crimes, construindo-os positivamente, e, ao fazerem isso, reivindicam para si mesmas selves favoráveis que funcionam como explicação para estarem ali. Além disso, predominantemente, as participantes costuram relações de causalidade para a prisão de seus pares a partir de frágeis relações silogísticas amparadas no senso comum.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui