INFORMAÇÕES SOBRE DIREITOS AUTORAIS


As obras disponibilizadas nesta Biblioteca Digital foram publicadas sob expressa autorização dos respectivos autores, em conformidade com a Lei 9610/98.

A consulta aos textos, permitida por seus respectivos autores, é livre, bem como a impressão de trechos ou de um exemplar completo exclusivamente para uso próprio. Não são permitidas a impressão e a reprodução de obras completas com qualquer outra finalidade que não o uso próprio de quem imprime.

A reprodução de pequenos trechos, na forma de citações em trabalhos de terceiros que não o próprio autor do texto consultado,é permitida, na medida justificada para a compreeensão da citação e mediante a informação, junto à citação, do nome do autor do texto original, bem como da fonte da pesquisa.

A violação de direitos autorais é passível de sanções civis e penais.
Coleção Digital

Avançada


Estatísticas | Formato DC



Título: PERFIS DE DESENVOLVIMENTO COGNITIVO: RELAÇÃO ENTRE MEDIDAS DE FUNÇÕES EXECUTIVAS, MEMÓRIA E ATENÇÃO EM ESTUDANTES DE 7 A 14 ANOS
Instituição: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
Autor(es): IASMIN ANDRADE GABRIG

Colaborador(es):  HELENICE CHARCHAT FICHMAN - Orientador
Número do Conteúdo: 30385
Catalogação:  27/06/2017 Idioma(s):  INGLÊS - ESTADOS UNIDOS

Tipo:  TEXTO Subtipo:  TESE
Natureza:  PUBLICAÇÃO ACADÊMICA
Nota:  Todos os dados constantes dos documentos são de inteira responsabilidade de seus autores. Os dados utilizados nas descrições dos documentos estão em conformidade com os sistemas da administração da PUC-Rio.
Referência [pt]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30385@1
Referência [en]:  https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=30385@2
Referência DOI:  https://doi.org/10.17771/PUCRio.acad.30385

Resumo:
A despeito da grande heterogeneidade populacional brasileira, poucos estudos nacionais investigam as trajetórias de diferentes funções cognitivas ao longo do desenvolvimento saudável. A caracterização do perfil de desenvolvimento infantil brasileiro pode contribuir com informações relevantes para identificar padrões de normalidade e patologias ao longo da maturação neural na infância. Possibilita também o diagnóstico precoce e o planejamento interventivo adequado, evitando assim o surgimento ou agravamento de déficits posteriores. Com o objetivo de explorar as relações entre funcionamento executivo (FE), memória e atenção em crianças e adolescentes, o presente trabalho condensa informações obtidas em dois estudos de caracterização do desenvolvimento cognitivo infantojuvenil. Ambos estudos se basearam nos resultados de quatro paradigmas neuropsicológicos clássicos (Fluência Verbal, Figura de Rey, Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey e Stroop), aplicados em uma mesma amostra de 365 estudantes de 7 a 14 anos das camadas socioeconômicas C, D e E do Rio de Janeiro. Análises de conglomerados constituíram a base pré-classificatória em ambos estudos, como modelo de interação entre variáveis no primeiro e como técnica de agrupamento de casos no segundo. O primeiro estudo investigou o padrão de interação entre FE, memória e seus respectivos subdomínios. Um esquema de associação entre variáveis neuropsicológicas é proposto. Os resultados sugerem que, embora os domínios de FE desempenhem importantes papeis nos processos de aquisição e retenção, eles são claramente distinguíveis dos domínios de memória. O segundo estudo objetivou identificar perfis de funcionamento cognitivo similares dentre as faixas etárias estudadas. A hipótese de 4 agrupamentos identificados na análise exploratória foi replicada na análise confirmatória. A análise de agrupamento não-hierárquico, por ser um método interativo, permite que os casos se desloquem de grupo a grupo durante a análise, em função de sua similaridade ou dissimilaridade com outros casos, num limite de até 10 interações. Com base nessa subdivisão de casos, um modelo de classificatório foi apresentado, discriminando os sujeitos de acordo com suas performance em organização, memória e atenção. Os 4 grupos se desmembram em (1) duas classificações generalistas (sujeitos de alta ou baixa performance global), (2) duas classificações intermediárias (sujeitos com desempenho homogêneo ou sujeitos com baixo funcionamento executivo acentuado) e, (3) mais duas classificações específicas (sujeitos de alto ou baixo controle atencional). A ampla maioria dos sujeitos se enquadra na classificação de baixa performance global, de perfil homogêneo. A característica que melhor determina o grupo de maior desempenho global são as variáveis de funcionamento executivo. O maior fator de distinção entre os diferentes perfis cognitivos ao longo da infância também é a performance executiva, enquanto as variáveis de memória e de atenção demonstram mudanças mais sutis e menos determinantes para o funcionamento global. Os resultados de ambos projetos estão em concordância com os padrões descritos em estudos sobre Desenvolvimento Cognitivo Diferencial, tais quais apontam a existência de uma curva de desenvolvimento não-linear e não-homogênea ao longo da trajetória de desenvolvimento infantil.

Descrição Arquivo
NA ÍNTEGRA  PDF
Agora você pode usar seu login do SAU no Maxwell!!
Fechar Janela



* Esqueceu a senha:
Senha SAU, clique aqui
Senha Maxwell, clique aqui